Onze pessoas, sendo seis mulheres e cinco homens, foram mortas a tiros na tarde deste domingo (19), em uma chacina ocorrida em um bar situado no bairro Guamá, em Belém, capital do Pará. Apesar de ferida, uma pessoa conseguiu sobreviver e está sob proteção policial.

De acordo com informações passadas pela Polícia Militar, por volta das 16h, sete homens encapuzados chegaram ao local, conhecido como Bar Vanda, em três carros e uma moto, e abriram fogo contra as vítimas, que foram baleadas na cabeça.

Publicidade
Publicidade

Outras pessoas que estavam no local escaparam ilesas.

Até o início da noite, a identidade de quase todas as vítimas era desconhecida. Apenas uma delas, Maria Ivanilza Pinheiro Monteiro, dona do estabelecimento, havia sido identificada. O sobrevivente foi levado a um hospital, onde está sob escolta, e também até o início da noite não havia informações sobre seu estado de saúde. Existe um vídeo circulando nas redes sociais que mostra as vítimas caídas no chão, e uma deitada em cima de um balcão.

Publicidade

Segundo as autoridades, ainda não existem informações sobre qual teria sido a motivação para o crime. No entanto, existem relatos dando conta de que a chacina poderia ter sido motivada pela guerra entre traficantes locais.

Há ainda rumores de que a chacina seja represália de policiais por conta de um ataque feito contra um policial no bairro Terra Firme, que fica próximo à região onde ocorreu a chacina deste domingo. O bar é conhecido, segundo a polícia, como um ponto de tráfico da região. O bairro é um dos mais violentos da capital paraense e, recentemente, recebeu reforço da Força Nacional de Segurança.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia

Seis mortos em outra chacina na Bahia

No sábado (18), o país registrou outra chacina, quando seis pessoas, sendo dois adolescentes, foram mortas a tiros no município de Lauro de Freitas, região metropolitana de Salvador, na Bahia. Ainda não existem informações sobre a motivação do crime.

De acordo com informações passadas pela delegada Quitéria Maria Neta, por voltadas 19h, quatro homens em um carro primeiro atiraram contra Pablo Ferreira dos Santos, de 15 anos, que estava passando pela Travessa Santo Antônio.

De lá, o grupo seguiu até a Rua Boca da Mata, onde abriram fogo contra Raimunda dos Santos, de 35 anos, e seus dois sobrinhos, identificados como Raiane Santos, de 12, e Guilherme da Silva, de 19. Rogério da Silva, de 36 anos, e Arthur Moreira, de 23, também estavam no local e foram mortos.

Na tarde desde domingo (18), após receberem uma denúncia anônima, os policiais localizaram os suspeitos em uma região conhecida como Lagoa dos Patos. Houve troca de tiros e três suspeitos acabaram mortos.

Publicidade

Com eles a policia encontrou duas pistolas calibres 9mm, mesmo tipo de arma utilizada na chacina no dia anterior.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo