No Rio de Janeiro, o dono de um bar decidiu expôr sua opinião sobre o que achava dos diálogos vazados entre o ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sérgio Moro, e o procurador e coordenador da força-tarefa da Lava Jato de Curitiba, Deltan Dallagnol. Na conta dos clientes, o bar do Omar, que fica no Bairro Santo Cristo, zona portuária da cidade, deixou um recado para o ex-magistrado. Em seus cupons fiscais estavam os seguintes dizeres: “Um bar pode ter opinião política, um juiz não”.

O dono do estabelecimento mostrou que admira o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que está preso na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, cumprindo pena por corrupção e lavagem de dinheiro na ação do triplex de Guarujá.

Conforme informações do portal UOL divulgadas nesta quarta-feira (26), a intenção do bar foi criticar as ações de Sérgio Moro sobre os diálogos vazados e que foram divulgados pelo site The Intercept Brasil.

Nas mensagens há diversas conversas em que Moro supostamente demonstra estar orientando ações da Lava Jato para que Lula fosse prejudicado. No entanto, em uma audiência no Senado, o ministro de Bolsonaro esteve explicando para os parlamentares que sempre atuou com imparcialidade quando dava sentenças na Lava Jato. Além disso, Moro afirma que as mensagens podem ter sido tiradas de contexto e, por essa razão, não confirma a autenticidade das conversas privadas. Ele sugeriu, inclusive, que elas fossem apresentadas para uma autoridade averiguar como, por exemplo, o Supremo Tribunal Federal (STF).

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Lava Jato Sergio Moro

Reações nas redes sociais

Após postar a imagem do cupom fiscal no Instagram, o bar acabou gerando várias reações dos internautas, tanto positivas quanto negativas.

Em defesa de Sérgio Moro, um dos internautas escreveu que agradecia pelo dono expôr que é petista, pois assim ele evitaria de um dia entrar naquele estabelecimento. Um outro comentário mostrava uma pessoa indignada com o dono e chegou a dizer que era uma estupidez ele proteger bandido e atacar pessoas de bem.

Várias pessoas chegaram a dizer que iriam boicotar o estabelecimento.

No entanto, o bar também teve mensagens a favor e acabou ganhando vários seguidores no Instagram, Twitter e Facebook, deixando muita gente surpresa com o fato. Tudo em apenas dois dias.

Omar Monteiro Júnior, dono do bar, disse que não sabia que o recado contra o ministro iria viralizar dessa forma. Ele ainda ignorou aquelas pessoas que disseram boicotar o seu estabelecimento e disse que elas não fariam falta.

O bar funciona há mais de 20 anos e sempre criou situações polêmicas com suas opiniões políticas. Segundo Omar Júnior, na época da prisão do ex-presidente Lula, ele também havia deixado um recado.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo