Uma jovem de 23 anos foi encontrada morta na tarde desta quarta-feira (3), em sua casa, localizada no bairro Castelândia, em Primavera do Leste, cidade que fica a 239 quilômetros de Cuiabá, no Mato Grosso. A vítima, identificada como Thais Mara dos Santos Gomes, foi encontrada por um vizinho, estava com uma faca cravada no braço. A filha da vítima, de apenas quatro meses, estava viva ao lado do corpo da mãe. A criança não tinha ferimentos.

Um casal suspeito de ter cometido o crime foi preso nesta quinta-feira (4). Marta Moraes Alves, de 50 anos, Daniel Cirilo, são sogros da vítima. Eles negam o crime, mas a Polícia Civil aponta os dois como sendo os autores, mas sem informar qual teria sido a motivação.

Eles foram autuados por homicídio qualificado.

Imagens de uma câmera de segurança às quais a polícia teve acesso registraram Daniel Cirilo saindo da casa da vítima por volta das 4h em direção à casa de Marta, que fica próxima de onde Thais morava.

BOs registrados e ameaças

Boletins de ocorrência registrados tanto pela nora quanto pela sogra revelaram que a convivência entre elas não era pacífica. Em maio passado, a jovem registou um boletim de ocorrência em desfavor de Marta por injúria, mas na oportunidade não quis representar contra ela.

Já na última segunda-feira (1°), dois dias antes do corpo ter sido encontrado, foi a vez dos sogros registrarem um boletim de ocorrência contra a jovem por danos materiais. De acordo com informações do BO, Thais teria ido até a casa deles e quebrado vários objetos.

O vizinho que encontrou o corpo da jovem disse que os dois tiveram uma conversa na noite anterior ao crime. Na ocasião ela disse que estava com medo porque a sogra teria lhe ameaçado de morte. Ela disse ainda que tinha uma medida protetiva contra a sogra, que afirmava que a criança não era filha biológica do filho dela. "A sogra disse que ia pagar alguém para matar ela", relatou uma amiga da vítima.

Corpo estava em um colchão

O filho de Marta é caminhoneiro e estava viajando a trabalho. Como não conseguia falar com a esposa, ele ligou para o vizinho pedindo que fosse verificar o que estava acontecendo. O homem foi até a casa e chamou várias vezes, como ninguém atendeu, ele pulou o muro e entrou pelos fundos e encontrou a porta aberta. Foi então que ele achou o corpo da Mulher, no chão da sala sobre um colchão, e a criança ao seu lado.

Ele conta que a filha da vítima estava com fome e chorava muito. "Só olhei e vi o cabo da faca debaixo do braço dela e a criança chorando", disse.

A criança foi inicialmente levada ao Conselho Tutelar, onde tomou banho e foi alimentada. Posteriormente ela foi entregue ao pai. A Polícia Civil segue investigando o caso.

Siga a página Polícia
Seguir
Siga a página Mulher
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!