Na manhã dessa quarta-feira (21), o presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmou que as organizações não governamentais (ONGs) podem ser as verdadeiras responsáveis pelos focos de incêndio na região da Amazônia. De acordo com ele, a motivação para que tais organizações provocassem os incêndios está ligada a chamar atenção internacional contra o governo brasileiro.

Durante a sua fala, Bolsonaro não citou nomes de ONGs que ele acredita serem responsáveis pelas queimadas.

Quando questionado a respeito das bases de sua afirmação, o presidente informou que não existem quaisquer registros por escritos que fundamentem as suas suspeitas.

De acordo com dados fornecidos pelo Programa de Queimadas, pertencente ao Instituto Nacional de Pesquisas Especiais (Inpe), a Amazônia atualmente concentrou cerca de 52,5% dos focos de queimadas de todo o país ao longo de 2019. Esse pode ser considerado um aumento de 82% em relação ao mesmo período no ano de 2018.

Bolsonaro apontou que considera necessária a ação governamental para que crimes como esse não venham a aumentar. Entretanto, ele informou que a sua gestão cortou as verbas que eram repassadas para as ONGs, o que poderia fazer com que elas estivessem reagindo a esse fato.

Embora tenha feito questão de afirmar que não estava completamente certo do que estava falando, Bolsonaro fez questão de caracterizar a ação dos “ongueiros”, supostamente responsáveis pelo crime, como criminosa.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Jair Bolsonaro

O presidente da República ainda apontou que os responsáveis pelas ONGs, provavelmente, estavam procurando por uma espécie de guerra contra o seu governo.

Enviar as imagens ao exterior

Embora também não tenha certeza dessas afirmações, Jair Bolsonaro destacou que “sente” que o objetivo desses incêndios é produzir imagens que possam ser enviadas ao exterior. Na ocasião em que fez essas afirmações, Bolsonaro foi questionado se existe algum tipo de investigação aberta a respeito do que foi declarado por ele.

Entretanto, o presidente afirmou que não existem.

Para justificar a sua impressão de que o crime foi planejado, Jair Bolsonaro destacou que, para ele, os focos do incêndio parecem estar em locais estratégicos, de modo que eles cubram toda a Amazônia. O presidente diz acreditar que os incêndios tenham sido premeditados e que os responsáveis pelo fogo estariam no lugar para filmar o que estava acontecendo.

Ele ainda declarou que seria impossível que os jornalistas conseguissem cobrir toda a extensão dos incêndios caso não estivessem estrategicamente posicionados para tal.

O presidente ainda declarou que o governo federal não está insensível para as questões dos incêndios da Amazônia. De acordo com ele, está acontecendo um processo de avaliação de medidas que poderiam ser tomadas, em conjunto com os ministérios da Defesa e do Meio Ambiente, para poder solucionar o problema.

Finalizando o seu ataque às ONGs, o presidente afirmou que não estava afirmando que o crime foi cometido por tais organizações, mas que elas possuem grandes interesses fora do Brasil. Entretanto, o governo vai buscar primeiramente por medidas que possam ajudar a resolver o impasse e, posteriormente, vai buscar os culpados pelo incêndio.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo