Nessa terça-feira (6), o traficante Clauvino da Silva, de 43 anos, que havia sido descoberto em flagrante tentando fugir de Bangu 3 vestido de mulher, foi encontrado morto dentro da sua cela. Ele estava numa cela isolada em Bangu 1, que fica no Complexo Gericinó.

Segundo a Seap (Secretaria de Estado de Administração Penitenciária), o preso teria se enforcado com um lençol, entretanto, será feita uma investigação para saber o que aconteceu de fato.

Com o apelido de Baixinho, Clauvino fez uma tentativa de fuga no último sábado (3) com um disfarce feminino.

Ele foi descoberto por agentes da penitenciária vestindo roupas de mulher, uma máscara de silicone e uma peruca com fios longos. Esse disfarce foi usado para ele tentar se passar pela filha, Ana Gabriele Leandro da Silva (19), que teria visitado Baixinho naquele dia.

Quando chegou na portaria, a unidade pediu a carteirinha do nome da filha, e o traficante foi flagrado. As pessoas que visitam os presos deixam um documento para serem identificados na portaria na hora que saem. Ainda, Ana Gabriele, foi detida e autuada em flagrante na 35ª Delegacia de Polícia (Campo Grande) e vai responder no Juizado Especial Criminal.

Segundo os agentes penitenciários, depois que o pai dele tivesse saído, ela tentaria sair da prisão alegando que teria perdido a carteirinha.

Um vídeo que viralizou na internet mostra os agentes da penitenciária desconfiados e pedindo ao traficante para tirar o disfarce. Há ainda a suspeita sobre outros 8 visitantes, uma delas grávida, que podem ter participado da tentativa da fuga de Clauvino. Quem levou o disfarce para o detento, segundo a Seap, teria sido a mulher grávida. Logo após a tentativa de fuga, o traficante ficou numa cela isolada.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Polícia

Outra fuga

O traficante Clauvino estava na Galeria B7 na penitenciária Bangu 3, onde estão os chefes da facção criminosa maior que existe no Rio de Janeiro. Ele tinha uma pena de 73 anos e 10 meses preso e em seu histórico de crimes estava uma fuga anterior. O traficante e mais 31 presidiários fugiram pela rede de esgoto da penitenciaria no Complexo Gericinó, em fevereiro de 2013.

Clauvino conseguiu sair, porém, ficou muito pouco nas ruas. Um mês depois da fuga, o traficante foi novamente preso com outros três companheiros, quando tentaram invadir o Morro da Fortaleza, que fica em Angra dos Reis.

Desde então, o traficante estava preso e cumpria a pena.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo