Mariana Forti Bazza, de 19 anos, estudante de fisioterapia, sempre usava as redes sociais para mostrar o quanto amava o seu namorado, Jeferson Viana, um militar da Marinha, e para publicar momentos de alegria junto com amigos e familiares. Em uma última declaração de amor ao namorado, ela usou o Facebook e escreveu as seguintes palavras: "te prometo, sempre que me lembrar de você vou sorrir".

A postagem feita por ela foi a penúltima da estudante no Facebook.

Junto com a declaração, ela postou uma foto do casal. No dia seguinte, postou várias fotos de um aniversário de uma de suas amigas em que participou mostrando o valor que dava pelas amizades.

Mariana Bazza acabou sendo vítima de Rodrigo Pereira Alves, conhecido como Rodriguinho, que demonstrou que ajudaria ela a trocar um pneu que estava furado e notado por ela ao sair da academia que frequentava, mas, no fim, o suspeito teve outras intenções e acabou confessando para a Polícia que havia matado a jovem.

Seu corpo foi encontrado na manhã desta quarta-feira (25), em Ibitinga.

O amor de Mariana e Jeferson era muito visível nas redes sociais. Os dois compartilhavam sempre momentos juntos e declarações eram feitas a todo momento. O namoro já durava dois anos e cinco meses.

Família desesperada

A esperança que a família tinha em encontrar com vida a estudante acabou sendo transformada em desespero após o suspeito declarar para a polícia que tinha matado Mariana.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia

Jeferson e o pai dela, Airton Bazza, chegaram a ir com os investigadores até o local onde Rodriguinho disse que estava o corpo. Por orientação da polícia, eles foram avisados a não se aproximar muito.

Em uma publicação no portal UOL, o pai disse que a vida dele acabou: "ele matou minha filha, meu anjo". A mãe, Marlerne Forti Bazza, também estava muito desesperada e chegou a ser hospitalizada e sedada ao saber da notícia.

No local descrito pelo suspeito, o corpo de Mariana estava de bruços, amordaçado, com os olhos vendados, e as mãos amarradas para trás. A perícia é que vai dizer se houve abuso.

O namorado disse que quando Mariana enviou a ele uma foto do rapaz trocando o pneu, ela não estava nem um pouco com medo. Inclusive, ele afirmou que os dois riram da situação. Em seguida, Jeferson falou que enviou para ela uma foto da solenidade em que ele participava onde estava fardado, de branco.

Segundo ele, a sua namorada gostava de vê-lo assim. Após receber a foto, a jovem escreveu: "meu princeso, eu te amo". Princeso era o jeito carinhoso que ela costumava chamá-lo. Depois desse momento, ele não falou mais com ela.

A polícia aguarda o resultado dos laudos e da perícia para que a acusação fique mais fundamentada e todo o crime seja elucidado.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo