A morte da jovem universitária Mariana Bazza, de 19 anos, na cidade de Bariri, interior de São Paulo, comoveu o Brasil. A jovem desapareceu na última terça-feira (24) pela a manhã, após aceitar ajuda de um estranho para trocar o pneu do seu carro. O corpo da mulher foi encontrado vendado, amordaçado e amarrado, um dia depois do seu desaparecimento, em uma área de canavial na cidade de Ibitinga.

O enterro da jovem ocorreu na tarde de quinta-feira (26), no Cemitério Municipal de Bariri, e contou com a presença de muitas pessoas, entre eles familiares, amigos e moradores da cidade em que a família morava.

Durante todo o velório da jovem, que teve uma duração de 10 horas, os seus pais, Airton Forti Bazza e Marlene Aparecida Forti Bazza, tiveram que ser amparados e medicados por diversas vezes, devido à forte carga emocional que estavam vivenciando.

Os dois passaram o tempo todo ao lado do caixão da filha e, entre um abraço e outro de amigos e familiares, eles abraçavam o caixão da jovem e falavam que a amavam e que sempre iriam amar.

Airton ainda dizia à filha que ela não estava sozinha e nunca iria ficar, pois seu pai estava ali.

No momento do sepultamento de Mariana Bazza, o pai da jovem passou mal, sendo socorrido por uma ambulância e encaminhado à Santa Casa da cidade. Momentos antes ele se aproximou do caixão, sendo amparado por um irmão, e questionou até quando a violência vai destruir famílias como a dele.

O homem disse que no domingo tinha visto a filha estudar o dia inteiro, pois ela tinha um objetivo na vida.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia

Ele relata que na segunda-feira Maria havia feito uma prova e tirou 10, demonstrando orgulho. Logo após, demonstra sua tristeza falando sobre como um homem tinha acabado com a vida dele e de toda sua família.

Despedida do namorado de Mariana

Jeferson Viana, namorado de Mariana, também esteve na despedida da jovem. Momentos antes do sepultamento, ele disse a todos que a jovem era muito especial para ele, para a família e para todos que a conheciam.

Jeferson disse que além de namorada, Mariana era amiga e parceira para todas as ocasiões. Ele disse ainda que tinha muito o que agradecer a Deus pelo privilégio de ter tido a jovem ao seu lado e que a amará eternamente. O rapaz pediu uma salva de palmas antes que o enterro fosse realizado.

Entenda o caso

Mariana desapareceu após aceitar ajuda de um homem para trocar o pneu de seu carro, que estava murcho.

A jovem havia acabado de sair de uma academia quando percebeu o problema no carro. Câmeras de segurança gravaram o momento em que o suspeito se aproxima oferecendo ajuda e convence a moça a levar seu carro até o outro lado da rua, em uma xácara. Mariana chegou a mandar uma foto do homem trocando seu pneu para o namorado, fato que ajudou a Polícia a encontrar o suspeito de ter tirado a sua vida.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo