Uma Mulher de 47 anos foi presa em flagrante na noite deste sábado (28) após atropelar e matar seu companheiro, na cidade de Ituverava, no interior de São Paulo. Após cometer o crime, ainda no local dos fatos, ela gravou um vídeo onde admitia o homicídio e disse que fez isso porque estava sendo ameaçada de morte pelo companheiro. A gravação foi publicada nas redes sociais. "Matei. Matei porque ele falou que eu ia morrer", disse no vídeo.

Apresentando sinais de transtorno e embriaguez, Cláudia Aparecida Fernandes Nascimento foi encaminhada ao plantão policial e presa em flagrante. A mulher foi indiciada por homicídio qualificado doloso, ou seja, quando há intenção de matar, além de embriaguez ao volante.

Ela se recusou a ser submetida ao teste do bafômetro, mas a ingestão de bebida alcoólica foi constatada por um médico legista.

Cláudia passou por audiência de custódia neste domingo (29), no Fórum da cidade, e depois foi levada para a cadeia feminina da cidade de Guariba.

De acordo com informações que constam no boletim de ocorrência, por volta das 20h40, a mulher atingiu Adriano Joaquim Sampaio, de 45 anos, com o carro após avistá-lo em frente a casa onde ela mora. Testemunhas relataram aos policiais que Adriano, após ser atingido pela primeira vez, ainda tentou escapar, mas Cláudia retornou e o atropelou por uma segunda vez.

O homem chegou a ser arrastado por alguns metros e ficou preso nas ferragens. Quando os socorristas chegaram, constataram que ele Adriano já estava morto e foi preciso a ajuda de populares para retirar o corpo.

Enquanto a ocorrência era atendida no local, Cláudia iniciou a gravação do vídeo, onde disse possuir medida protetiva, que não permitia que Adriano se aproximasse dela, mas mesmo assim vinha sofrendo ameaças de morte por parte dele.

Homem sem CNH atropela e mata

Um homem de 25 anos foi preso em flagrante na noite deste sábado (28), em Nova Casa Verde, distrito de Nova Andradina, cidade que fica a 288 quilômetros de Campo Grande, no Mato Grosso, após atropelar e matar um casal de irmãos, de 20 e 11 anos de idade.

A mãe deles ficou ferida.

Segundo na Polícia, o rapaz, que não possuía carteira de habilitação, furou um bloqueio policial e teve início uma perseguição. Na BR-267 ele acabou se envolvendo no acidente que vitimou os irmãos e ainda bateu em um caminhão.

Parte dos policiais que atendia a ocorrência foi socorrer as vítimas enquanto os demais detiveram o homem, que por conta do risco iminente de ser linchado por populares, foi levado rapidamente para a delegacia.

No veículo, que estava com placas adulteradas da Bahia, além de queixa de roubo e furto, foram encontradas 160 quilos de maconha. Na delegacia o rapaz contou que durante a fuga atingiu a velocidade de 160 km/h.

Siga a página Polícia
Seguir
Siga a página Mulher
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!