Emanuelle, uma criança de apenas 8 anos, é a mais recente vítima de um crime brutal cometido na cidade de Chavantes, no interior de São Paulo. A menina, que estava desaparecida desde o dia 10 de janeiro, foi encontrada sem vida no fim da noite de segunda-feira (13). Segundo a Polícia, um vizinho da família confessou ter matado a menina como forma de vingança contra a mãe da jovem.

Emanuelle Pestana de Castro foi morta a facadas, e sua mãe desabafou sobre o suspeito, que afirma nunca ter imaginado que ele tivesse algo a ver com o desaparecimento e morte da sua filha.

A mãe de Emanuelle disse que Agnaldo Guilherme Assunção chegou a ajudar nas buscas pela garota e que ela chegou a se deparar com ele descendo de um carro, com os pés sujos de barro, e que havia dito para ela que tinha ido procurar a menina e que eles tinham encontrado ossadas, mas que eram de animais. A mãe da menina revelou que o homem disse essas coisas com a cara mais cínica do mundo e que é um homem frio e calculista e que jamais poderia imaginar que ele fosse o assassino de sua filha.

Agnaldo, de 49 anos, teria confessado em depoimento ter matado a menina a facadas e revelado que fez isso para se vingar da mãe da menina.

Segundo a polícia, ele alega ter cometido o crime contra a criança porque a mãe da menina não deixava que a mesma brincasse com o seu enteado. O corpo de Emanuelle foi encontrado em mata de uma fazenda que ficava localizada a 10 quilômetros do local em que a jovem desapareceu. A polícia teria chegado ao corpo da menina após o suspeito indicar onde abandonou o corpo da mesma.

Emanuelle foi atraída pelo assassino

A menina Emanuelle estava brincando em um parque da cidade quando o suspeito se aproximou da mesma e chamou-a para ir com ele pegar manga para entregar para a sua mãe. Câmeras de segurança da cidade mostraram a menina caminhando sozinha pela cidade em que morava, levando uma boneca em suas mãos, mas ela era seguida durante o tempo todo pelo suspeito.

A criança foi levada de bicicleta até uma região de reflorestamento e foi nesse lugar que o assassino atacou a menina com uma facada nas costas e posteriormente deu outros golpes na região do peito da mesma.

A polícia da cidade está aguardando o laudo da morte de Emanuelle, que deve ficar pronto em 30 dias, para saber se ela foi abusada.

O corpo da menina foi enterrado nesta terça-feira e gerou comoção na pequena cidade do interior de São Paulo. A família do suspeito de ter matado Emanuelle disse que estão sofrendo ameaças e garantem que não sabiam que ele havia cometido esse crime brutal contra a criança.

Siga as suas paixões.
Fique atualizado.

O suspeito está preso na cadeia de São Pedro do Turvo. De acordo com a Polícia Civil, o homem já tem passagem por um homicídio, que teria sido cometido contra um irmão após uma discussão, há mais de 30 anos.

Não perca a nossa página no Facebook!