Nos últimos dias, as chuvas não têm dado trégua em alguns estados brasileiros, provocando uma onde de destruição. O grande volume de água tem causado diversos prejuízos financeiros. Além disso, o número de mortos em enchentes tem aumentado frequentemente, principalmente em locais próximos a morros e barrancos, locais mais propensos a deslizamentos.

Na última quinta-feira (30), de acordo com o jornal O Tempo, uma Mulher que perdeu dois filhos contou detalhes sobre tudo o que passou até conseguir ser resgatada.

Laureana Fagundes da Silva viveu momentos de terror em meio ao alto volume da água que atingiu sua casa sem que ela conseguisse reagir.

A mulher, o marido e os filhos moravam em uma casa em Alto Jequitibá, município de Minas Gerais com pouco mais de 8 mil habitantes. O local foi atingido pela água depois que um rio próximo transbordou, levando através da correnteza Laureana e toda a família, já que todos estava em casa quando a tragédia aconteceu.

Laureana conta que em um certo momento tentou salvar uma das crianças, Isadora Fagundes Salim, de apenas 1 ano de vida.

Mas infelizmente, por estar prensada na água e a criança estar submersa, não conseguiu. A mãe disse ainda que outro filho, Eduardo Fagundes Salim, de sete anos, passou por ela em meio à correnteza, mas também não conseguiu-ajudá-lo.

Após algumas horas embaixo d'água, Laureana e o esposo finalmente conseguiram se segurar em um coqueiro que encontraram enquanto era carregados pela correnteza. Depois disso, o casal não conseguiu mais ver as crianças, que haviam desaparecido em meio a grande quantidade de água que os rodeava.

Laureana ainda contou que, depois de ver que não conseguiria salvar os filhos, fez um pedido. "A partir da hora que percebemos que tudo tinha acabado, pedimos a Deus que nos devolvesse pelo menos um e que nos desse a dignidade de poder enterrar nossos filhos, que eles não sumissem na lama. Então Deus salvou um e nos devolveu dois para velarmos", disse.

João Vitor Salim, de 10 anos de idade, outro dos filhos de Laureana que também foi levado pela água, conseguiu ser encontrado com vida por familiares e socorrido.

Ele foi levado às pressas para um hospital local, onde recebeu os devidos cuidados médicos e agora está se recuperando. João Vitor Salim.

Chuvas deixam desabrigados

Desde que as chuvas começaram a se intensificar, o estado de Minas Gerais já registrou 55 mortes e encontra-se em alerta, tendo ainda previsão de chuva para esta sexta-feira. Além disso, diversos pontos comerciais têm sido atingidos e destruídos pela água. Além disso, cerca de 2 mil pessoas estão desabrigadas, já que inúmeras residências também sofreram destruição com os temporais.

Siga a página Saúde
Seguir
Siga a página Governo
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!