Na última segunda-feira (27), uma Mulher foi presa em flagrante ao tentar asfixiar a própria mãe, que estava internada em um hospital em São Luiz, Maranhão. Ana Benedita Figueredo, de 68 anos, estava internada no Hospital Dr. Carlos Macieira.

O crime foi flagrado por acompanhantes de outros pacientes, que gravaram a ação da mulher. Nas imagens gravadas pelas testemunhas, a mulher, identificada como Luciana Figueredo de 32 anos, cobre a boca e o nariz da mãe na tentativa de a asfixiar.

Ana Benedita estava internada por conta de uma embolia pulmonar, depois de quase ser assassinada pela própria filha, ela foi levada a UTI (Unidade de Terapia Intensiva).

Ana Benedita tentou impedir a filha de a asfixiar mas não teve forças.

Segundo Carlos Alessandro, superintendente da Polícia Civil, as informações que eles tem é de que Luciana teria tentado matar a mãe idosa por não aguentar mais cuidar da mesma.

Depois de ter sido detida, a filha de Ana Benedita negou ter tentado asfixiar a idosa mesmo com gravações de vídeo provando o contrário, ela ainda disse que as duas tem uma boa relação.

Filho mata a mãe no RJ

Também na última segunda-feira(27), um filho assassinou a própria mãe e desovou o corpo num poço artesiano que ficava na casa onde viviam.

O caso aconteceu no Rio de Janeiro, em Nova Iguaçu, o crime foi cometido por Eduardo Jonathan Nicolau Alves, de vinte e três anos de idade, ele confessou o assassinato e foi preso.

A última vez em que Sandra Nicolau foi vista foi em 24 de janeiro. No dia 30 desse mês, a mulher iria completar 45 anos. Ela foi encontrada morta dentro do poço artesiano da residência no sábado (25).

Segundo informações do jornal Extra, o filho de Sandra cobriu o cheiro da decomposição do corpo da mãe tapando o poço e colocando brita por cima do buraco, depois ele colocou um vaso de planta em cima.

Vizinhos que estranharam a movimentação decidiram chamar a polícia, mas os mesmo só apareceram no sábado e a mulher já havia sido assassinada pelo filho.

A outra filha de Sandra, Natasha Nicolau contou que o irmão, Eduardo Nicolau , não agiu sozinho no crime e ela tem como provar e tem testemunhas oculares. Ela ainda mostrou indignação com a demora da polícia, disse que o corpo da mãe ficou por horas apodrecendo dentro do poço.

Ainda segundo informações de Natasha Nicolau, irmã do assassino, Eduardo teria descartado parte dos pertences da mãe e ficado com outros em seu quarto. Ainda não se sabe como Eduardo Jonathan Nicolau Alves assassinou a mãe, mas ele confessou o crime para a polícia em depoimento e foi preso pelo homicídio da própria mãe.

Siga a página Polícia
Seguir
Siga a página Mulher
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!