O rapaz suspeito de ter matado sua esposa que estava grávida [VIDEO], no final do último mês de novembro, em Várzea Paulista, no interior de São Paulo, confessou a autoria do crime e que usou uma lâmina de barbear para cometer o feminicídio. A informação foi publicada nesta segunda-feira (3), pelo portal G1, que teve aceso ao depoimento.

Marcelo Augusto de Sousa Araújo, de 21 anos, disse que matou a maquiadora Francine Rigo dos Santos, de 22 anos, durante uma relação sexual usando uma lâmina. Após cometer o crime, ele ainda teria feito postagens nas redes sociais se passando pela vítima e depois tentou se matar.

O crime aconteceu em 22 de dezembro. No dia seguinte, sem conseguir fazer contato com a jovem, os familiares foram até sua casa e após arrombarem a porta, encontraram Francine morta e a casa toda suja de sangue. O rapaz ainda se encontrava no local, com ferimentos no pescoço e nos pulsos. Ele foi encaminhado ao Pronto Socorro da cidade e após receber atendimento foi levado para a delegacia.

De acordo com informações apuradas pelo portal G1, o rapaz disse que no dia 22 discutiu com a esposa sobre a gravidez e também sobre a ceia de natal.

O texto na rede social foi postado na madrugada de 23 de dezembro e, de acordo com a Polícia, não foi escrito pela jovem, que havia sido morta às 10 horas do dia anterior.

A postagem relatava uma suposta pressão psicológica feita pela família. Em outra rede social ele postou fotos de tutoriais sobre maquiagem.

O rapaz já havia apresentado outras versões para a polícia, mas acabou confessando e disse que houve uma discussão após a Mulher dizer que estava grávida.

A polícia apreendeu uma lâmina de barbear, facas e uma carta em que o suspeito escreveu se passando pela vítima.

Morta por ex durante festa

Uma mulher de 28 anos morreu neste domingo (2), após ser esfaqueada durante uma festa que era realizada em uma chácara, em Franca, no interior de São Paulo. O ex-marido da vítima, que estava separada há pouco mais de um ano, é apontado como principal suspeito pelo feminicídio.

De acordo com informações passadas por amigos, Jéssica Carloni estava desde sexta-feira (31), na chácara. Na tarde de domingo o ex-marido dela, o promotor de vendas Antônio Sérgio Rodrigues, de 32 anos, foi até lá, circulou pelo local e desapareceu. Pouco depois ele voltou com uma faca e partiu para cima da ex-mulher, que morreu ainda no local do crime. Ela faria aniversário na próxima sexta-feira (7).

O suspeito fugiu, mas foi localizado pouco depois. Ele confessou o crime e indicou o local onde teria descartado a arma do crime, porém o objeto não foi localizado. O caso está sendo investigado pela Delegacia de Defesa da Mulher de Franca.

O suspeito teve sua prisão preventiva decretada.

Siga a página Polícia
Seguir
Siga a página Mulher
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!