Um crime ocorrido em São Bernardo do Campo, ABC Paulista, tem gerado grande repercussão nos últimos dias. Uma família foi encontrada morta e carbonizada no porta-malas de um veículo e uma das principais suspeitas é Ana Flávia, de 24 anos, filha e irmã das vítimas. Dentro do veículo estavam Romuyuki Gonçalves, Flaviana, e o filho do casal, Juan. A casa da família foi revirada e roubada, de acordo com os delegados que cuidam do caso. Os corpos foram encontrados na última terça-feira (28). A perícia concluiu que as vítimas vieram a óbito por traumatismo craniano, supostamente devido a pancadas na cabeça.

Ana Flávia, filha do casal, e a namorada, Carina Ramos tiveram a prisão temporária decretada após contradições em seus depoimentos. Segundo o jornal O Globo, nesta segunda-feira (3), a Polícia decretou a prisão de um terceiro suspeito de envolvimento na morte da família. O rapaz seria primo de Carina Ramos e teria participado do crime.

Terceiro supostamente envolvido

De acordo com o jornal O Globo, a polícia pediu a prisão temporária de um primo de Carina Ramos, porém, o pedido ainda precisa ser aceito pelas autoridades competentes.

A polícia suspeita que o rapaz tenha executado Romuyuki, Flaviana e o filho do casal, Juan. Nesta segunda-feira (3), Ana Flávia e Carina foram novamente ouvidas pela polícia, porém, as duas preferiram ficar em silêncio após a análise completa dos autos por seus advogados. A polícia suspeita, ainda, que outras três pessoas tenham participado dos assassinatos, porém, apenas o primo de uma das suspeitas foi identificado.

A polícia acredita que as investigações e a elucidação do caso estão próximas do fim. De acordo com o site UOL, a polícia também concluiu através de perícia que a família já estava morta quando o carro foi incendiado. Uma testemunha que está sob proteção da justiça afirmou que um homem de cerca de 1m e 90 teria ajudado Ana Flávia e Carina a carregarem o carro de Flaviana, com o que supostamente seriam os corpos da família.

Esta testemunha chave teria desmentido o depoimento do casal, que afirmou que estariam sozinhas durante toda a tarde.

Sangue nas vestimentas

Ainda de acordo com o site UOL, durante a perícia na casa da família, policiais encontraram vestígios de sangue em roupas que teriam sido utilizadas por Ana Flávia. As manchas foram identificadas na região das partes íntimas e do joelho, e reagiram após a utilização de um produto químico bastante utilizado pela polícia. Segundo o delegado Paul Henry Bozon, objetos de valor também foram roubados da residência, bem como eletrodomésticos e dinheiro em espécie, somando a quantia de aproximadamente R$ 8 mil.

Os delegados responsáveis pelo caso afirmaram, ainda, que a polícia não teria concluído a motivação do crime até o momento.

Siga a página Polícia
Seguir
Siga a página Relacionamento
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!