Por conta da pandemia em todo o mundo, o Brasil adotou uma maneira diferenciada para realizar a vacinação contra a gripe. Com intuito de manter as UBSs vazias, funcionários da rede de Saúde em São Paulo estão atendendo nas ruas, baseando-se no esquema 'drive-thru'. Essa medida está sendo tomada e tendo bastante positividade.

Com essa medida diferenciada no atendimento, muitas pessoas estão indo às UBSs que realizam esse serviço de carro, onde a maioria permanece no veículo e evita qualquer tipo de exposição ao coronavírus.

A primeira etapa de vacinação é exclusiva para idosos com mais de 60 anos e profissionais da área da saúde. A vacina não protege contra coronavírus, mas auxilia na triagem de pacientes e acelera eventual diagnóstico.

Medidas extremas

O mundo está realizando diversas medidas extremas, para que o coronavírus não se manifeste ainda mais nas grandes cidades. O Brasil também está tomando algumas atitudes desse nível. O governo Bolsonaro pediu para que todos os comerciantes fechassem as portas, com o intuito de eliminar o risco de aglomeração.

Só ficaram abertos os lugares essenciais, como supermercados e farmácias. Os restaurantes estão podendo funcionar apenas por meio de delivery.

Os comerciantes que descumprirem as ordens poderão ser penalizados. Diversos fiscais foram mobilizados para fazer a vigilância em alguns pontos de grandes comércios e multando alguns comerciantes. Essa é a forma mais qualificada para que outras pessoas não descumpram as ordens do governo.

Alguém pode ser preso?

De acordo com informação cedidas pelo ministro Sergio Moro, aqueles que estiverem com suspeitas de contaminação do coronavírus e não ficar em quarentena poderão ser penalizados com até 1 ano de prisão. Já aquelas pessoas que tiverem ciência da doença e tiverem a intenção de transmitir a outrem, poderão ser penalizadas com até 15 anos de cadeia.

Caos

Pela grande paralisação por conta do coronavírus, muitas empresas fecharam as portas.

Com isso, os grandes empresários estão deixando de ganhar dinheiro. Em meio ao caos, muitos funcionários estão tendo que trabalhar dentro das suas próprias residências.

Além disso, muitas pessoas que trabalham por conta própria (autônomo), estão sofrendo diretamente com isso. Muitos motoristas de aplicativo, barbeiros e ambulantes estão tendo que ficar em quarentena em casa por ordens governamentais. Estando em casa, muitos estão deixando de ganhar dinheiro. A maioria estão respeitando as ordens, mas possuem alguns que continuam exercendo suas funções.

Não perca a nossa página no Facebook!