Em meio à pandemia que assola o estado do Rio de Janeiro, Bandidos da comunidade Vila Aliança, que fica localizada na zona oeste, realizaram uma abordagem aos profissionais da Comlurb. Os bandidos obrigaram os profissionais a posicionarem os caminhões como forma de barricadas, com objetivo de dificultar a entrada da Polícia Militar na localidade.

Por volta das 8h, imagens do Globocop, da Rede Globo, mostravam ao vivo o momento que os veículos eram posicionados em uma parte da comunidade. De acordo com algumas informações, essa medida foi realizada após uma viatura da Polícia Militar estar posicionada próxima Rua Doutor Alberto Figueiredo, perto do viaduto de Bangu.

Os policiais do 14° BPM fizeram uma breve operação na comunidade, onde os moradores da comunidade relataram, através das redes sociais, que um intenso tiroteio aconteceu durante algumas horas. O objetivo dessa operação é coibir a ação dos bandidos na comunidade, mas não tiveram informações de prisões ou até mesmo apreensões.

Mesmo com a proliferação da covid-19 no estado do Rio de Janeiro, muitas operações policiais continuam acontecendo nas comunidades cariocas, causando medo para os moradores que moram nas localidades.

Rio de Janeiro

O atual governador, Wilson Witzel, está tomando diversas medidas polêmicas em razão do novo coronavírus. Durante uma entrevista, o governador disse que medidas extremas precisam ser tomadas, já que muitos cariocas não estão levando o caso a sério.

Witzel declarou que em meio à quarentena, muitas pessoas estão saindo para de casas, já que a maioria está sem trabalhar. Com isso, o atual governador dará autoridade para os policiais militares prenderem quem descumprir com as novas medidas propostas pelo Governo do Rio.

Witzel disse que ficarão suspensas, durante a quarentena, quaisquer atividades que envolvam locais públicos, tendo como exemplo: ida à praia, cachoeira, lagos ou piscina.

Apesar de ser uma medida de prevenção para que a covid-19 não se alastre no estado, muitos cariocas estão sendo contra as posições autoritárias do governador.

Pelas redes sociais, algumas pessoas comentaram que o governador não pode proibir o direito de ir e vir das pessoas. Por outro lado, muitos cariocas apoiam as atitudes de Witzel, pois essa é uma medida necessária para coibir aglomerações em locais públicos.

O governador também informou que o estádio do Maracanã e o Sambódromo serão usados para ajudar no combate à covid-19. O estádio de futebol será construído, provisoriamente, um hospital para atender os vitimados do vírus. Já o Sambódromo irá abrir moradores de rua, com intuito de manter eles isolados da proliferação do vírus.

Siga a página Política
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!