A prefeitura de São Paulo irá tomar uma iniciativa para ajudar pessoas que se encontram em situações de rua. Por conta da proliferação do novo coronavírus, muitas pessoas que estão morando nas ruas estão vulneráveis ao contágio da doença. Para evitar que novas mortes sejam registradas, 100 Vagas em hotéis irão ser disponibilizadas para essas pessoas.

As vagas serão destinadas àqueles moradores de rua que estão no grupo considerado de risco. Questionada pela equipe de reportagem do G1, a prefeitura informou que, inicialmente, as vagas serão destinadas apenas aos moradores de rua idosos que estão nos Centros de Acolhidas para adultos.

Na última sexta-feira (1°), Bruno Covas, que é o prefeito de SP, sancionou a lei que autoriza o poder público a disponibilizar leitos de hotéis a profissionais de saúde, moradores em situação de rua e mulheres vítimas de violência durante a pandemia. Ainda não tem informações de quando as pessoas beneficiadas irão para os hotéis.

Os beneficiários ainda serão amparados com um auxílio de R$ 80,00 por pessoa hospedada. O valor inclui café da manhã, almoço e jantar nos restaurantes dos estabelecimentos. O intuito, segundo a própria prefeitura, é coibir que mais pessoas sejam mortas em decorrência do contágio do novo coronavírus.

Prefeitura de São Paulo

Cerca de R$ 300 milhões do Fundo Municipal de Saneamento serão investidos para combater a proliferação do novo coronavírus.

A respeito do novo investimento, o governador João Doria realizou uma entrevista coletiva, na qual ele afirmou que é fundamental a colaboração do governo estadual e da Prefeitura de São Paulo para combater o avanço do vírus.

''Esses R$ 300 milhões provêm do Fundo Municipal, dos rendimentos da Sabesp obtidos a partir da exploração dos serviços de abastecimento de água e esgoto aqui na cidade de São Paulo", disse o governador João Doria.

Além desse investimento milionário, autoridades governamentais paulistas continuam alertando a população paulista por meio de boletins informativos a respeito do coronavírus. Pelas redes sociais, são divulgados formas de prevenção do vírus e também sobre os possíveis sintomas da doença.

Bairros com maior número de vítimas

Uma pesquisa realizada pela prefeitura de São Paulo mostra que a maioria das pessoas que estão sendo afetadas pelo novo coronavírus são aquelas que residem em comunidades ou aquelas residentes em conjuntos habitacionais. ''A gente conseguiu mostrar também o quanto isso se concentra nas áreas em que temos favelas na cidade de São Paulo. Toda a atenção do poder público é justamente para a população em maior situação de vulnerabilidade”, disse Bruno Covas durante uma entrevista coletiva a respeito do avanço da doença nas áreas mais problemas da cidade.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Vagas
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!