Diante do caos gerado pelo coronavírus, o Governo Federal liberou um auxílio emergencial para aquelas pessoas que exercem atividades de maneira informal. O auxílio é uma ajuda de custo que o governo está concedendo mensalmente para alguns trabalhadores que se enquadram nos requisitos divulgados. Diante dessa situação, muitas pessoas estariam se aproveitando desse benefício de forma ilegal.

Por isso, investigações estão sendo realizadas para identificar as pessoas que estão se aproveitando do auxílio emergencial. Nesta segunda-feira (11), o Ministério da Defesa publicou uma nota informando que irá apurar se Militares estão recebendo o benefício.

"O Ministério da Defesa informa que foi identificada, com o apoio do Ministério da Cidadania, a possibilidade de recebimento indevido de valores referentes ao auxílio emergencial concedido pelo governo federal no período de pandemia'', diz parte da nota.

De acordo com o Ministério da Cidadania, quem recebeu o auxílio sem ter direito terá de devolver os recursos à União. As investigações do Ministério da Defesa foram realizadas após o recebimento da denúncia sobre militares que estariam recebendo o benefício de maneira indevida. Ainda não há relatos de quantos militares receberam o auxílio emergencial.

Auxílio emergencial

Muitos trabalhadores que deram entrada para receber o auxílio do governo estão encontrando dificuldades para receber o benefício.

Em relação a isso, o G1 fez um levantamento e identificou algumas pessoas que estão encontrando dificuldades para receber o dinheiro.

O pipoqueiro identificado como Mauro Júnior, a doméstica Débora Farias, a manicure Rudania e o supervisor de call center Rafael Moreira têm dependido da solidariedade da família, amigos e clientes para atravessar a crise causada pela pandemia, mas não conseguem deixar de lado a preocupação com o futuro.

Gastos não essenciais foram cortados. Todos esses trabalhadores não estão conseguindo dar entrada no benefício.

Até que a situação seja controlada, todos estão dependendo de ajuda de terceiros para comprar alimentos ou pagar algumas contas básicas.

Números do coronavírus

Nesta terça-feira (12), o G1 realizou um novo levantamento junto às secretarias estaduais de saúde referente ao número de vítimas do coronavírus.

Por conta do alto avanço da doença, mortes continuam sendo registradas diariamente em todo o território nacional. Foram registradas 11.701 mortes provocadas pela Covid-19 e 170.021 casos confirmados da doença em todo o país.

Mecanismos de prevenção do vírus continuam a ser tomados. Em alguns estados, o lockdown, termo que significa fechamento total, está sendo utilizado para fechar vias e calçadões de grande fluxo de pessoas para evitar a disseminação do vírus.

Siga a página Política
Seguir
Siga a página Política
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!