Um homem, cuja identidade e idade não foram reveladas, foi preso na noite deste sábado (2), em Rondonópolis, cidade que fica a 218 quilômetros de Cuiabá, em Mato Grosso, acusado de violência doméstica. De acordo com informações passadas pela Polícia, além de espancar a mulher, ele ainda teria tentado atropelá-la.

A Polícia Militar foi acionada por populares, que presenciaram o homem agredindo a vítima em uma rua do bairro Dom Bosco Burnier. Ao perceber os policiais chegando, o suspeito entrou em uma caminhonete e tentou atropelar a vítima, que estava no meio da via, mas ela conseguiu se desvencilhar, escapando de consequências mais graves.

Depois ele saiu com o veículo em alta velocidade e se escondeu na casa de sua mãe, mas foi perseguido pelas viaturas. No local, a Mulher ainda tentou dificultar a ação das autoridades, se jogando no chão para tentar impedir que o filho fosse algemado.

O esforço foi em vão e o homem foi detido e levado para a delegacia, onde ficou à disposição das autoridades. Ele foi autuado por lesão corporal e enquadrado na Lei Maria da Penha.

A vítima relatou que eles estavam discutindo desde o começo do dia e que começou a ser agredida por volta das 19h30. A mulher sofreu ferimentos na perna e no corpo.

Mulher tenta matar homem

Ainda em Rondonópolis, na sexta-feira (1º), foi um homem de 52 anos quem procurou a polícia para denunciar sua companheira, de 20 anos, por tentativa de homicídio.

Segundo a vítima, eles estavam em um rancho da cidade quando por volta das 17 horas ocorreu uma discussão. A mulher queria sair para ir a um local onde houvesse sinal de internet, mas o homem disse que eles não iriam naquela hora.

No momento ela colocou seu aparelho celular na bolsa, fazendo a menção que estava escondendo algo. Ele tentou pegar o aparelho, mas a jovem se muniu com uma faca e partiu para cima dele na tentativa de golpeá-lo no tórax.

Na briga, a mulher foi desarmada e acabou ferida na mão. A mulher ainda não tinha sido ouvida.

Pintor mata ex a facadas

A Polícia Militar faz buscas pelo pintor Dumurier Lima de Brito, de 37 anos. Ele é suspeito de ter matado a facadas a ex-namorada Edinete Pereira da Silva, de 33 anos. O crime aconteceu na noite do último sábado (2), dentro da casa da vítima, em Sapezal, cidade que fica a 473 quilômetros de Cuiabá.

Ele não aceitava o fim do relacionamento que durou quatro anos.

De acordo com informações passadas por testemunhas, por volta das 19h30, o pintor chegou na casa da ex de moto e disse que queria conversar. Em dado momento, ele puxou uma faca e começou a desferir vários golpes contra a vítima e só parou quando a lâmina da faca quebrou.

Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chegou a fazer o socorro da mulher, mas ela não resistiu aos ferimentos e morreu a caminho do hospital. O suspeito fugiu a pé e depois entrou em um veículo que já o aguardava próximo ao local do crime. Os policiais foram até a casa do suspeito, mas não o encontraram. Ele segue foragido.

Siga a página Polícia
Seguir
Siga a página Mulher
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!