Na noite desta segunda-feira (10), uma situação assustadora aconteceu em um prédio na Serra (ES), região metropolitana de Vitória. Uma Mulher moradora do condomínio apareceu na porta principal do prédio com o corpo em chamas enquanto se debatia para tentar se salvar e apagar o fogo. A situação surpreendeu moradores do local.

Uma câmara de segurança do prédio registrou o momento em que a vítima apareceu gritando e pedindo socorro. Nas imagens uma moradora sai do edifício usando uma camiseta azul por volta das 19h, logo depois um homem que também mora no condomínio aparece. Segundos depois eles se deparam com a vítima vindo em direção à porta de vidro, pegando fogo, e imediatamente os vizinhos abrem a porta para ajudar a vítima.

Socorro

A vítima retirou a camiseta ao se dirigir à porta e caiu no chão, o morador conseguiu abrir a porta de entrada e a moradora de camisa azul abraçou a vítima na tentativa de apagar as chamas enquanto batia em suas roupas e no seu corpo, outros vizinhos chegaram ao local e auxiliaram os moradores. Enquanto a mulher socorria a vítima, sua calça também pegou fogo.

Os moradores chamaram o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) assim que conseguiram controlar a situação. A vítima foi socorrida pela equipe médica, minutos depois, e está internada no Hospital Dr Jayme Santos Neves no centro de unidade de queimados. De acordo com as informações divulgadas, seu estado de saúde é estável. Médicos do Samu relataram ao síndico que a moradora estava intubada em estado grave e que teve pelo menos 70% do corpo queimado pelas chamas.

O Centro de Tratamento de Queimados é referência neste tipo de atendimento e tratamento no estado do Espirito Santo. De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde, a mulher está aos cuidados da equipe que faz todo o possível e necessário.

Polícia Civil

De acordo com publicação do UOL, a Polícia informou que nenhum boletim de ocorrência foi registrado sobre o caso.

A vítima tem 31 anos e dividia apartamento com uma amiga, moradora nova no prédio. Ela estava ali há apenas 20 dias.

De acordo com a Polícia Civil, uma das hipóteses investigadas é de que a mulher teria reagido a uma briga com sua amiga e teria ateado fogo em seu próprio corpo, sozinha. Outra hipótese revelada pela TV Gazeta é que ambas teriam discutido e ateado fogo uma na outra.

Polícia Militar

Por volta das 19h, a Polícia Militar foi acionada para averiguar o ocorrido. A corporação divulgou em nota que uma equipe de policiais se dirigiu ao local informado do suposto "acidente caseiro", porém, ao chegar lá nada foi constatado. A suposta vítima já não estava no local e nenhum dos moradores do condomínio abordou os policiais, assim como ninguém repassou maiores informações sobre o ocorrido.

Siga a página Polícia
Seguir
Siga a página Mulher
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!