O menino Guilherme Mendes de Souza, de 10 anos, se afogou no último domingo (6), depois de cair no rio Guandu, na cidade de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. Após dois dias de buscas realizados pelo Corpo de Bombeiros, o corpo do garoto foi encontrado às 17h desta terça-feira (8). Segundo a versão dos familiares de Guilherme, o corpo do menino teria sido encontrado por Amarelinha, animal de estimação da família. Em entrevista ao site do jornal Extra, a irmã de Guilherme, Brenda Mendes, de 21 anos, contou que Amarelinha permaneceu uma tarde sumida. A jovem disse acreditar que o animal não iria sossegar até encontrar o corpo do irmão.

Corpo de Guilherme encontrado

Questionado sobre a versão apresentada pela família da vítima, o Corpo de Bombeiros informou desconhecer o relato de que o menino teria sido encontrado por seu animal de estimação. Segundo a família de Guilherme, a amizade de Amarelinha com o menino era tão grande que a cachorra não deixava ninguém além de Guilherme cuidar dela. Ainda de acordo com informações, o menino era o responsável em dar comida para a cachorra.

Família de Guilherme aguarda a liberação do corpo

Enquanto espera a liberação do corpo de Guilherme, a irmã Brenda conta que sua mãe ainda se encontra sobre o efeito de remédios. Os familiares ainda tinham esperanças de encontrar o garoto com vida. A mãe do menino ainda acreditava que ele pudesse estar no meio do mato procurando por ajuda.

Agora a família está organizando uma carreata para o próximo domingo (13), com o intuito de fazer uma homenagem à vítima. O evento terá início às 14h e visa percorrer as principais ruas da região.

O que diz a prefeitura sobre a morte de Guilherme

Os moradores da região denunciam que é muito comum o córrego onde Guilherme caiu encher aos finais de semana, e que além do garoto várias pessoas já caíram no rio, inclusive casos de afogamentos são bastante recorrentes na região.

Em nota, a Prefeitura de Nova Iguaçu disse que o rio Guandu é de responsabilidade do governo do Estado do Rio e que o Instituto Estadual do Ambiente (Inea) é responsável pela manutenção do local.

A prefeitura explicou que através da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Agricultura, Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semadetur) vem realizando melhorias de infraestrutura na região.

Em breve está prevista a instalação de uma unidade da Guarda Municipal no local, que deverá realizar a fiscalização ambiental na área.

Segundo a Semadetur, recentemente foi realizada na região uma pesquisa com o objetivo de elaborar um Plano de Manejo na APA Guandu Açu. A prefeitura também alega que nos últimos anos nunca recebeu nenhuma reclamação por parte dos moradores da região sobre a falta de fiscalização no local e ressalta que fará o pedido ao Inea, Corpo de Bombeiros, Defesa Civil Estadual.

Siga a página Polícia
Seguir
Siga a página Animais
Seguir
Siga a página Opinião
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!