Um rapaz de 24 anos foi morto de forma totalmente inesperada pela namorada na tarde da última sexta-feira (18), em Aparecida de Goiânia, em Goiás. A vítima foi atingida de forma fatal com uma agulha de narguilé, após uma discussão com a jovem Nicole Maria, de 19 anos.

Rapaz morre após ser atingido

Adailton Gomes foi atingido na casa da namorada e, segundo o delegado Eduardo Rodovalho, ele morreu após ser atingido uma única vez, mas de forma certeira e fatal. O objeto que foi usado no crime serve para furar o papel de alumínio que encobre o carvão e permite que o calor seja liberado, aquecendo a essência do narguilé.

De acordo com o delegado, o rapaz agonizou por pouco tempo antes de morrer. Rodovalho contou que a princípio eles desconfiaram da morte do rapaz, acreditando ser uma morte natural, visto que a perfuração em seu peito era muito pequena. Mas segundo ele, exames já confirmaram que a morte ocorreu devido a um objeto perfurocortante, que teria penetrado em seu mamilo esquerdo e atingido a base do coração.

Mulher se apresenta à polícia

A jovem Nicole se apresentou à Polícia na última segunda-feira (21), de forma espontânea, mas alegou ter agido em legítima defesa e foi liberada após prestar depoimento. A moça foi à delegacia sem apresentar advogado de defesa. O policial disse que estão levantando as informações e elementos para ver por qual crime a mulher responderá e se existem requisitos para pedir a sua prisão.

Eles teriam discutido por causa do pastel de feira e pelo fato deles terem ido fazer o lanche sem ela querer. Segundo Nicole, ela teria ficado nervosa e eles discutiram, momento em que o rapaz teria ido para cima dela com um narguilé quebrado. Para se defender, ela teria pegado a outra parte do narguilé e atingido o rapaz, mas teria se desesperado ao ver ele cair, pois não imaginava isso.

Relação entre o casal era tumultuada

Segundo o delegado, o casal vivia um relacionamento tumultuado e as brigas e discussões eram constantes, até mesmo pelo motivo que teria causado a morte do rapaz. Eles teriam começado a briga por causa de diferença de opinião em relação a um lanche que fizeram durante um passeio em uma feira da cidade.

A família de Adailton está revoltada com o crime e segundo a sua mãe Maria das Graças de Abreu, de 46 anos, o filho passava a maior parte do dia na casa da namorada. Ela contou que no dia do crime o rapaz tinha ido à feira com as duas irmãs mais novas e a namorada.

Ele teria ido até a casa da namorada buscar a chave de sua moto, que havia esquecido no local. Segundo a mulher, o rapaz foi até o local com as irmãs de 13 e 16 anos, mas as duas ficaram na calçada enquanto ele entrava para pegar as chaves.

As meninas contaram que algum tempo depois Nicole saiu correndo da casa, gritando que o rapaz estava morrendo. Ela então entrou em um carro e saiu do local. A mulher pede justiça pela morte do filho e revelou que enquanto estava velando o seu filho, a moça mudou de casa e nem sequer entrou em contato com a família. Maria das Graças disse: "Quero justiça.

Ela tirou um pedaço de mim. Não podia".

Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!