A Seasp (Secretaria de Estado de Saúde Pública) confirmou nesta quinta-feira (9) o primeiro caso detectado de reinfecção pelo novo coronavírus no Brasil. O caso aconteceu no Rio Grande do Norte e atende aos parâmetros previamente estabelecidos pela Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz).

Segundo informações, este é o primeiro caso de reinfecção confirmado pelo Ministério da Saúde no país.

Caso de reinfecção pelo novo coronavírus

No dia 23 de novembro, o CIEVS-RN (Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde do Rio Grande do Norte) recebeu uma notificação informando sobre a suspeita de um possível caso de reinfecção pelo novo coronavírus.

A paciente, que teve sua identidade mantida em sigilo, é moradora do estado, tem 37 anos e desenvolve atividades laborais no Rio Grande do Norte e na Paraíba como médica.

Registros detalham que no dia 11 de outubro a mulher foi internada apresentando sintomas como mialgia, astenia, distúrbios gustativos e olfativos, coriza e dores abdominais. Diante do quadro, foi realizado um novo teste RT-PCR recebendo resultado positivo para a Covid-19.

Como ocorre a reinfecção pela Covid-19

A reinfecção é um processo que ocorre quando a pessoa se recupera da Covid-19, mas adoece novamente tempos depois. Entretanto, para que se confirme a reinfecção pelo vírus, é necessário que se prove, de fato, que há diferenças no código genético do primeiro vírus em relação ao segundo.

Pode-se afirmar que o código genético seria uma espécie de impressão digital do vírus, havendo diferenças entre um e outro que permite diferenciá-los.

Como se observa no caso da paciente reinfectada, isso ocorreu porque ela foi infectada por duas linhagens diferentes do vírus, no que a primeira foi no mês de junho deste ano.

Após sua recuperação, a paciente foi infectada novamente no mês de outubro.

Amostras da paciente foram enviadas para o Rio de Janeiro, onde serão realizadas mais análises no laboratório da Fiocruz, que é considerada como uma instituição de referência no que se refere a investigações no trato de casos suspeitos de reinfecção pelo vírus SARS-CoV2, segundo o Ministério da Saúde.

Tanto Rio Grande do Norte quanto a Paraíba, os dois estados onde a paciente desenvolve suas atividades, atuam em conjunto para obter maiores informações. Não se sabe como teria se dado a transmissão dessa segunda linhagem.

Conforme divulgado pela Seasp, há ainda a suspeita de outros cinco diferentes casos que estão sob investigação no estado.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Ciência
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!