Dois jovens, um de 18 e o outro de 20 anos, foram encontrados mortos em Belford Roxo, na Baixada Fluminense, após uma abordagem realizada por dois policiais militares na madrugada do último sábado (12).

A edição do último domingo (13) do programa "Fantástico", da Rede Globo, mostrou as imagens da abordagem dos policiais.

Depois que os vídeos foram obtidos pela Polícia Civil, os PMs foram presos em flagrante. A Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense confirmou as prisões.

Os policiais que fizeram a abordagem são o soldado Jorge Luiz Custódio da Costa e o cabo Júlio Cesar Ferreira dos Santos.

Ambos tiveram suas armas apreendidas.

Os rapazes mortos são Jordan Luiz Natividade, de 18 anos, e Edson Arguinez Junior, de 20 anos. O enterro dos dois está marcado para esta segunda-feira (14), no Cemitério da Solidão, em Belford Roxo.

O que revelam as imagens

Nas imagens, pode-se ver que um policial atira em direção aos dois rapazes que estavam passando de moto, a seguir, os dois caem.

Um PM aparece chutando as costas de um dos jovens, logo em seguida, o carro branco que estava estacionado atrás da viatura da PM abandona o local.

Um dos policiais militares carrega um dos jovens para o outro lado da rua, enquanto o outro rapaz se arrasta para o mesmo local. Os policiais ficam alguns minutos ali e um deles desaparece da imagem.

Outra câmera mostra quando os jovens foram algemados e levados pelos policiais.

Os corpos de Jordan e Edson foram encontrados em um local diferente de onde foram abordados pelos PMs.

A perícia encontrou no carro dos policiais militares o que aparenta ser manchas de sangue no chão e no tapete da viatura policial.

Na primeira câmera, um dos PMs aparece subindo na moto e abandonando o local, enquanto o outro policial entra no carro e também vai embora.

Em seus depoimentos, ambos os PMs disseram que um dos rapazes perdeu o controle da moto e os dois caíram. Os policiais também negaram terem efetuado disparos.

O cabo Júlio Cesar ainda disse que os jovens foram algemados para que fossem levados à delegacia, e por esta razão que o soldado da PM estava pilotando a moto com os dois jovens algemados no banco de trás.

Os PMs declararam que decidiram liberar os jovens uns 40 metros depois porque chegaram à conclusão de que nem a moto nem os rapazes apresentavam problemas.

O juiz de plantão requereu a prisão dos dois policiais militares com o agravante deles não terem comunicado ao batalhão o que havia acontecido. Em seu depoimento, o soldado Jorge Luiz afirmou "não ter o que relatar".

Jordan Luiz Natividade, 18 anos, morava em São Bernardo, Belford Roxo, com a mãe, o padrasto e a irmã mais nova. Ele trabalhava com o padrasto e era estudante do ensino médio. A mãe de Edson disse que o filho era amoroso, brincalhão e gostava de jogar futebol. Ela lamentou a atitude dos policiais.

Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!