Um crime chocante surpreendeu moradores do Horto Florestal, em Salvador, na manhã deste domingo (10). Uma Mulher é suspeita de ter tirado a vida do companheiro em um apartamento de luxo do local.

O crime ocorreu neste domingo, no apartamento da família de Elton Gonçalves Campelo, de 35 anos, a vítima. O rapaz e a namorada estavam no local a passeio, visto que moram em Petrolina, em Pernambuco. Elton foi encontrado sem vida, com um tiro na cabeça, que teria sido disparado por Isabela de Araújo Valença, de 33 anos.

Após atingir o parceiro, Isabela teria tirado a própria vida e também foi encontrada com uma marca de tiro na cabeça.

A arma do crime foi encontrada ao lado do corpo de Isabela e, por isso, a Polícia trabalha com a versão de que a moça matou o companheiro e se matou em seguida.

Os pais de Elton estavam no apartamento na hora do crime e o homem teria ouvido os disparos que tiraram a vida dos dois. A polícia está investigando qual teria sido a motivação do crime, o que teria levado Isabela a tirar a vida do parceiro e depois a sua própria.

Mulher postou foto horas antes do crime

Elton e Isabela namoravam desde o ano de 2018 e, segundo uma amiga do casal, o Relacionamento entre os dois aparentemente era muito tranquilo e eles estavam sempre juntos. Isabela chegou a postar fotos ao lado do namorado horas antes do crime, por volta das 20h de sábado.

Nas imagens, o casal aparecia sorridente em um barco.

Apesar de serem da Bahia, o casal morava em Petrolina, que faz divisa com Juazeiro. Elton e Isabela não moravam na mesma casa em Petrolina, mas trabalhavam juntos, administrando uma empresa de fruticultura. Uma amiga contou que as famílias das vítimas estão em choque e que a mulher era uma pessoa muito calma e tranquila e nunca demonstrou atitudes de violência.

Muitos amigos do casal usaram as redes sociais para postar mensagens de luto, lamentando a morte do casal e pedindo orações para os dois e para as famílias. O corpo de Elton será sepultado em Salvador, na manhã desta terça-feira (12). Não foram repassadas informações sobre o enterro de Isabela.

Violência doméstica

Vale lembrar que o número de casos envolvendo vítimas fatais e violência doméstica estão aumentando a cada dia mais e mais.

As orientações são para que as vítimas tenham coragem de denunciar os agressores e para que procurem ajuda com as autoridades competentes.

Nem sempre é fácil para uma vítima sair do círculo vicioso de um agressor, mas é necessário que as mesmas tenham a coragem de denunciar e de buscar ajuda e até proteção da Justiça, nos casos em que se faz necessário. Muitas delegacias, espalhadas pelo Brasil inteiro, possuem profissionais voltados especificamente para esses atendimentos.

Siga a página Polícia
Seguir
Siga a página Relacionamento
Seguir
Siga a página Mulher
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!