Arifa Sultana, de 20 anos, foi protagonista de um caso no mínimo inusitado. Moradora da região rural de Bangladesh, ela deu à luz a três filhos. O fato inesperado é que o primeiro nasceu 26 dias antes dos outros dois. Isso só foi possível porque a jovem tinha em seu ventre dois úteros, uma anomalia congênita rara.

Publicidade
Publicidade

Arifa não tinha ideia que estava grávida de três crianças. Sem recursos financeiros para fazer qualquer tipo de acompanhamento durante a gestação, ela não fez pré-natal ou exames de imagem, frequentes neste período para verificar a saúde do bebê. Assim, ela só foi para o hospital ao sentir as primeiras dores do parto, um mês antes do tempo previsto. Foi quando dirigiu-se ao Khulna Medical College Hospital, no distrito de Khulna, e deu à luz a um menino, em 24 de fevereiro de 2019.

Ter dois úteros e engravidar de gêmeos em um deles é algo raro. (Arquivo Blasting News)
Ter dois úteros e engravidar de gêmeos em um deles é algo raro. (Arquivo Blasting News)

Gravidez inesperada

O nascimento prematuro preocupou inicialmente os pais da criança, mas mãe e bebê não apresentaram intercorrências e retornaram para casa dias depois do parto. O problema é que, exatamente 26 dias depois, em 21 de março, Arifa reclamou de fortes dores no abdomên e teve que ser encaminhada para um hospital. Dessa vez, o destino foi o Ad-din Hospital, no distrito de Jessore. Ao realizar uma ultrassonografia para verificar o por quê das intensas dores, os médicos descobriram que Arifa tinha em seu ventre dois úteros e que estava grávida de gêmeos.

Publicidade

Se uma Mulher ter dois úteros já é algo raro, ser capaz de engravidar de gêmeos nessa situação é mais raro ainda - algo em torno de 1 caso para 1 milhão, segundo levantamento do Instituto Nacional de Saúde. Isso porque esta anomalia pode, inclusive, causar problemas relacionados a infertilidade.

Por conta da gravidade do caso, uma cesariana de emergência foi realizada e Arifa foi mãe de um casal de gêmeos. "Ficamos chocados e surpresos, nunca vimos nada parecido", relatou a ginecologista Sheila Poddar, que realizou a cesariana e, posteriormente, concedeu entrevista à BBC.

A explicação mais provável para tal situação é que Arifa tenha engravidado das três crianças ao mesmo tempo. E, como tinha dois úteros, os embriões se dividiram. Todos poderiam ter nascido ao mesmo tempo, caso o primeiro bebê não tivesse nascido de forma prematura.

Arifa e o casal de gêmeos deixou o hospital quatro dias depois. Agora, a preocupação não é mais com a saúde das crianças e, sim, em como sustentá-las, visto que a renda mensal do marido é de aproximadamente 95 dólares - cerca de R$ 380.

Publicidade

Leia tudo