Por conta da proliferação do novo coronavírus, pesquisas mundiais estão sendo realizadas para tentar encontrar a cura ou até mesmo mecanismos para frear o avanço da doença. Recentemente, pesquisadores da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos, descobriram que a doença pode invadir o corpo humano através dos olhos.

O estudo foi analisado em pacientes que morreram após se contaminarem com o vírus. De acordo com informações dos próprios pesquisadores, foram contatadas presenças de células que expressam a proteína ACE2 e a enzima TMPRSS2, que são necessárias para que o vírus se multiplique nas células do corpo humano.

A pesquisa também foi associada ao fato de alguns pacientes do novo coronavírus terem sinais de conjuntivite, doença essa que causa irritação e vermelhidão na região da conjuntiva (o popular "branco do olho").

Com isso, foi constatado que os olhos também são formas de contágio da doença. Com o surgimento desta nova possibilidade de contágio, ainda não foram elaborados métodos de prevenção dos olhos.

Tratamento para o coronavírus

Tendo em vista que não existem métodos eficientes para a cura de pacientes do coronavírus, um professor de medicina da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, desenvolve uma forma melhor para o tratamento da doença. O novo método de tratamento se baseia na gelsolina plasmática, que é uma proteína abundante no sistema imunológico do corpo humano, mas que é reduzida em quadros inflamatórios graves.

Os estudos ainda encontram-se em análise. O intuito, de acordo com o professor que desenvolve o tratamento, é aliviar mais as consequências causadas nos pacientes de coronavírus. Até o momento, não tiveram informações de quando este novo tratamento será posto em prática.

Estados Unidos

O país está sendo destaque de pesquisas a respeito do novo coronavírus.

Pesquisadores e cientistas de diversas universidades estão trabalhando para tentar achar métodos de cura ou de tratamento para pacientes contaminados pelo vírus. Os Estados Unidos continuam sendo o país mais afetado com a proliferação do coronavírus.

Mesmo com métodos e prevenções sendo divulgadas por autoridades governamentais, muitas pessoas continuam sendo afetadas diariamente.

Ao longo do período de pandemia, foram registrados 81.289 mortes, 219 mil casos recuperados e 1,38 milhões de pessoas que foram diagnosticadas com o vírus. Por conta do avanço no país, muitas lojas e estabelecimentos comercias encontram-se fechados por tempo indeterminado.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!