Donald Trump, presidente dos Estados Unidos, anunciou na manhã desta segunda-feira (2), em sua conta oficial do Twitter, que recolocará tarifas sobre o aço e o alumínio importados do Brasil. Segundo o mandatário norte-americano, a medida também será aplicada à Argentina, sob a acusação de desvalorização proposital de suas moedas para favorecer exportação de produtos pecuários e agrícolas.

Em conversa com jornalistas em frente ao Palácio da Alvorada na manhã desta segunda-feira, o presidente Jair Bolsonaro disse que, "se for o caso", vai ligar para Donald Trump para negociar e esclarecer questões referentes ao câmbio e ao comércio de aço.

Trump diz que Brasil desvaloriza real de propósito

Em comunicado oficial feito em sua conta no Twitter, o presidente norte-americano anunciou não só a restauração das tarifas sobre a importação do aço aos dois parceiros do Mercosul como também os acusou de desvalorizar propositalmente o real e o peso argentino como forma de estimular o comércio exterior de produtos agrícolas e pecuários (como a carne, por exemplo).

De acordo com sua fala na sua conta oficial da rede social, o presidente norte-americano afirmou que "Brasil e Argentina têm presidido uma desvalorização maciça de suas moedas".

E ainda completou dizendo que isso não seria bom para os agricultores norte-americanos.

Em complemento ao seu primeiro tuíte, o presidente Donald Trump ainda criticou o banco central americano, o Federal Reserve (Fed). Segundo ele, o Fed deveria agir da mesma maneira, para garantir que inúmeros países não utilizem da força do dólar para desvalorizar suas próprias moedas.

Por fim, Trump ainda destacou que isso desqualifica a concorrência e impede que os fazendeiros norte-americanos possam exportar os produtos de forma justa. Ele ainda fez questão de defender --como tem feito frequentemente-- os juros mais baixos nos Estados Unidos.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Jair Bolsonaro

Bolsonaro responde jornalistas sobre Trump

Ao deixar o Palácio da Alvorada, quando geralmente conversa com jornalistas e apoiadores, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que terá uma conversa com o ministro da Economia, Paulo Guedes, referente às tarifas impostas novamente por Trump. Segundo o presidente brasileiro, ele tem um "canal aberto" com o presidente norte-americano e pode usar isso como forma de estreitar o negócio.

"Vou falar com o Paulo Guedes", limitou-se a responder sobre o caso, afirmando que, caso seja necessário, liga para Trump para tratar pessoalmente sobre o tema.

Novamente questionado sobre a possibilidade de reverter a decisão tomada por Trump, Bolsonaro reiterou a necessidade de uma conversa com Guedes para evitar um possível recuo em sua decisão.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo