Desde o início do ano, quando as escolas fecharam devido à pandemia da Covid-19, ficou para os pais de alunos a difícil missão de estudar em casa com seus filhos e acompanhar todo o processo e desenvolvimento das crianças.

Com as aulas remotas, através de vídeos ou em plataformas específicas, foi possível estudar em casa, sendo essa uma alternativa para que os estudantes não fossem totalmente prejudicados.

Muitas especulações sobre a reabertura das escolas estão deixando pais de alunos, profissionais da educação e governantes em constante debate a respeito do retorno às aulas presenciais. A maioria dos especialistas é totalmente contra a reabertura das escolas, devido ao grande risco de disseminação do coronavírus, que ainda circula pelo país.

Retorno arriscado

Especialistas alegam que as crianças são transmissores da Covid-19, mesmo não apresentando nenhum sintoma e, devido a essa constatação, voltar às aulas presenciais seria uma atitude imprudente neste momento.

As crianças infectadas pela doença não chegam a fazer os exames, pois, na maioria dos casos, não sentem os efeitos do vírus (assintomáticas) e isso gera um risco muito maior em um ambiente escolar, onde manter o distanciamento é praticamente inviável fazendo com que o retorno às aulas presenciais torne-se muito perigoso.

Estudar em casa

Aquela velha rotina de acordar, tomar café, levar os filhos para a Escola, ir para o trabalho, voltar para casa, dormir e no dia seguinte, começar tudo novamente, não faz mais parte da vida de muitas famílias há meses.

De repente, alguns afazeres foram inclusos na rotina do brasileiro, como estudar em casa, aulas online, educação remota, plataformas digitais, home office ou ainda homeschooling.

A maioria das escolas aderiu às aulas online, contendo exercícios e lições para que os alunos resolvam em casa e isso tem deixado muitos pais perdidos sobre como ajudar a inserir esse conteúdo para os filhos, de uma maneira eficaz, mesmo sem a didática necessária.

Tem sido um desafio para os pais ter que estudar em casa com os filhos nesse período em que as escolas estão fechadas. Uma das questões mais difíceis, segundo muitos relatos, é conseguir manter a concentração e o foco das crianças nos estudos durante o tempo determinado para realizar as atividades.

Pais professores

De acordo com Deisilly de Quadros, coordenadora da Área de Linguagens e Sociedade da Uninter, e Gisele do Rocio Cordeiro, coordenadora da Área de Educação da Escola Superior de Educação da Uninter, um dos pontos importantes para manter uma rotina tranquila em casa é conseguir alinhar o trabalho, o estudo e as tarefas domésticas.

Acompanhe algumas dicas:

  • Antes de iniciar os estudos, é importante deixar todo o material organizado tais como: estojo, caderno e livros;
  • Tentar manter os horários: dormir cedo, acordar cedo, tomar café da manhã e iniciar as atividades da escola como faziam;
  • Pedir para que a criança anote em um caderno ou em uma folha, todo o conteúdo fornecido pela videoaula ou plataforma digital. Esse método é importante para fixar o conteúdo que foi visto no dia;
  • Procurar um lugar da casa tranquilo, com bastante claridade, sem barulhos e ruídos de televisão ou conversas. Isso faz com que as crianças não se distraiam e consigam manter a concentração;
  • Reservar horários para a pausa nos estudos, assim como são os intervalos na escola, ajuda a descansar a mente para um novo aprendizado;
  • Realizar atividades domésticas com as crianças: cozinhar, recolher as roupas, colocar a mesa, limpar os móveis é muito válido para integrar e interagir com filhos e também é uma forma de aprendizado.

Existem pais e mães que necessitam sair para trabalhar e deixam seus filhos em casa e nessa condição, é essencial que seja estabelecida mesma rotina de tarefas e que, ao retornarem para casa, os pais cobrem de seus filhos as atividades que juntos organizaram.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Escola
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!