Alexandria Vera, professora argentina que teve um filho com um de seus alunos menor de idade, foi absolvida de cometer crime sexual e até processou a adolescente por pensão alimentícia. Segundo informações do site do jornal Clarin, o caso ocorreu na cidade de Palmira, cidade próxima à Mendoza, em 2015.

Na época do caso amoroso, a professora tinha 23 anos, e teve relações sexuais com um aluno de 13 anos. O bebê, fruto dessa relação, hoje está com 3 anos de idade.

Professora tem relações sexuais com aluno durante aulas de inglês

Segundo informações, os atos sexuais entre a professora e o aluno aconteceram na casa da vítima durante aulas particulares de inglês, que aconteciam várias vezes por semana.

Publicidade

Conforme relatos, Alexandria engravidou e teve um bebê.

A professora acabou indo morar na mesma casa após revelar a gravidez. "Um dia ela veio até em casa e me disse que estava grávida e que seu pai a expulsara. Então ela ficou morando na minha casa", disse o jovem, que não foi identificado.

Alexandria informou para o aluno quando estava sendo investigada pelo suposto crime sexual. Por sua parte, o aluno revelou ao tribunal que a primeira vez, quando tinha 13 anos, aconteceu em seu quatro. O caso foi julgado pelo Tribunal de Família de Mendoza, que divulgou a sentença inocentando a professora na semana passada.

Professora é presa e acusada de crime sexual contra menor de idade

No entanto, tudo tomaria um rumo inesperado. Depois de ter o bebê nasceu, os problemas que culminaram no colapso do relacionamento. A professora saiu da casa onde morava com a família do adolescente e teve um novo relacionamento, dando lugar a confrontos legais.

Em 2015, a professora foi acusada de abuso contra menor de idade e teve a prisão solicitada pela Justiça. A Promotoria Pública chegou a afirmar que o abuso sexual foi agravado porque ela desempenhou o papel de tutora educacional para a criança.

Publicidade

Alexandria chegou a ser presa na época. Posteriormente, a Justiça relaxou a detenção e ela passou a cumprir prisão domiciliar. No mesmo ano, ela processou o estudante e sua família pedindo pensão alimentícia.

Professora é absolvida de acusações de crime sexual

Conforme relatos, a Justiça argumentou que, apesar das habilidades psicológicas que apontavam para um crime sexual, adolescentes com idades entre 13 e 16 anos podem dar consentimento por tem maturidade sexual, enquanto não houver vantagem por parte dos maiores envolvidos.

Além disso, a Justiça argumentou que as relações foram consensuais e com o aval de parte da família do adolescente. A professora foi absolvida de todos as acusações. Hoje o adolescente está com 17 anos, e a professora está com 26 anos. A filha deles fez 3 anos.

Leia também

Mãe leva filha menor para ser abusada sexualmente na sua frente em um teatro

Professora gata é presa por seduzir e tirar virgindade de aluno em motel