Anúncio
Anúncio

O italiano Cesare Battisti, considerado foragido no Brasil, conseguiu driblar a polícia brasileira e cruzar a fronteira com a Bolívia, mas ao ser reconhecido neste sábado (12), foi preso em Santa Cruz de La Sierra. A Polícia Federal (PF) do Brasil confirmou a prisão à medida em que a boliviana fez as divulgações.

A princípio, Battisti [VIDEO] seria enviado para o Brasil para em seguida ser transferido de avião para a Itália. Porém, o primeiro-ministro italiano ressaltou que Battisti deve seguir da Bolívia diretamente para Roma.

A defesa de Battisti no Brasil afirmou que o mesmo “não possui habilitação legal” para atuar fora da jurisdição brasileira e espera respeito aos direitos de Battisti.

Condenação

Em 1993, Cesare Battisti foi condenado à prisão perpétua pelo assassinato de quatro pessoas na Itália.

Advertisement

Battisti afirma que as acusações dizem respeito à perseguição política e que não tem relação com os homicídios pelos quais é acusado. Em 2017, o Governo italiano fez um novo pedido de revisão no caso de Battisti, e no final de 2018 o presidente Michel Temer aprovou a extradição. Desde então a PF iniciou a busca por Cesare Battisti e incluiu seu nome na Interpol para garantir a prisão pela policia de outros países. Foi um total de 30 operações sem sucesso feitas pela Polícia Federal.

Em 2009, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) negou a extradição. Mas, no dia 13 de dezembro de 2018, após rever pedido do governo da Itália, a prisão [VIDEO]do italiano foi determinada pelo ministro Luiz Fux (STF) e no dia 14 Cesare Battisti recebeu decreto de extradição para a Itália, expedido pelo ex-presidente Michel Temer (PT).

Advertisement

Fuga e prisão

Cesare Battisti conseguiu ultrapassar a fronteira, chegando à Bolívia, onde foi preso sem nenhuma resistência e com documentos brasileiros. Battisti usava como disfarce um cavanhaque e roupa escura, mas foi reconhecido devido às várias fotos enviadas pela Interpol aos países.

Carlos Romero, ministro de governo da Bolívia, afirmou em coletiva de imprensa que Cesare Battisti será entregue às autoridades [VIDEO]italianas no Aeroporto Internacional Viru Viru. O voo que levará o prisioneiro a Itália irá diretamente para Roma, afirmou Giuseppe Conte, primeiro-ministro da Itália.

Em rede social, Conte agradeceu ao presidente Bolsonaro por cooperar na captura de Battisti e na manhã deste domingo (13), o presidente Jair Messias Bolsonaro parabenizou, em seu Twitter, a ação da polícia pela captura do fugitivo.