Anúncio
Anúncio

O presidente Jair Bolsonaro acabou sendo alvo de uma bronca de sua equipe médica do hospital Albert Einstein, onde está internado para se recuperar de uma cirurgia de retirada da bolsa de colostomia. A bronca aconteceu após o presidente ter realizado uma reunião por videoconferência com seu ministro, general Augusto Heleno, nesta sexta-feira (01).

A reunião entre eles foi rápida e durou apenas 10 minutos. Eles falaram sobre a crise na Venezuela, a violência que prejudicou o estado do Ceará e outros assuntos.

A intenção do presidente é continuar dando celeridade em vários assuntos que o Brasil está enfrentado neste ano. Um dos problemas seria com o desastre que deixou várias vítimas em Brumadinho.

Anúncio

O ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, afirmou que as vistorias às barragens de mineração terminarão ainda neste semestre.

Os assessores disseram que os médicos querem evitar que Bolsonaro fale muito e acabe tendo complicações com sua cirurgia. Ao falar, ele pode provocar o acúmulo de gases na região do abdômen e, com isso, demorar bem mais no processo de cicatrização.

Os médicos também pediram para que o presidente evite assistir TV. Ele foi impedido de assistir ao jogo de Palmeiras e Corinthians, que aconteceu na tarde deste sábado (02).

Vitória de Maia

Rodrigo Maia acabou vencendo a eleição para a Presidência da Câmara dos Deputados. Como não pôde ligar para ele, Jair Bolsonaro decidiu enviar os parabéns pelo Twitter.

Anúncio

Na mensagem, o presidente desejou "sucesso e sabedoria" para Maia a fim de que todos os anseios da população brasileira possam ser atendidos e o Brasil viva dias melhores.

No Senado, a votação ainda está ocorrendo diante de várias confusões. Renan Calheiros surpreendeu a todos ao desistir no meio da votação. Muitos parlamentares acreditam que ele já estava prevendo a derrota e decidiu sair da disputa.

Após o término da eleição do Senado, Bolsonaro agirá da mesma forma dando os parabéns através das redes sociais.

Família junto

No quarto do hospital, o presidente tem a companhia de alguns de seus familiares. Ele está acompanhado de sua esposa Michelle Bolsonaro, e de seu filho Carlos Bolsonaro.

Anúncio

Vale ressaltar que o presidente foi submetido a uma cirurgia de reconstrução do trânsito intestinal, após ter sofrido um atentado à faca no ano passado, durante campanha eleitoral em Juiz de Fora.

Ele está em fase de recuperação e assessores afirmaram que é grande a possibilidade dele ter alta médica já na semana que vem.