O vereador Carlos Bolsonaro (PSL-RJ), filho do presidente Jair Bolsonaro, pronunciou-se sobre a agressão sofrida pela empresária Elaine Perez Caparroz, de 55 anos. No último domingo, 17 de fevereiro, a mulher foi espancada por um homem dentro do seu próprio apartamento. A Polícia investiga o caso.

Segundo Carlos Bolsonaro, o espancamento seria evitado caso a mulher tivesse disponível em sua residência uma arma legalizada. Carlos disse que se fosse da vontade da mulher, e ela tivesse uma arma de fogo, poderia ter se defendido do ataque do homem.

Publicidade
Publicidade

O filho do presidente ressaltou que as sequelas que ela sofreu estarão presentes pelo resto de sua vida no âmbito psicológico.

Carlos Bolsonaro escreveu através de publicação em sua rede social. As falas também fazem referência ao decreto do Governo Bolsonaro, que entrou em rigor a partir do 15° dia de sua gestão, que flezibilizou a posse de armas. "Se esta senhora tivesse como se defender, e fosse de sua vontade, uma arma de fogo legal resolveria justamente este absurdo", comentou.

Além do mais, Carlos enfatizou que o Congresso Nacional deve colocar como pauta urgente "a defesa pessoal dentro de sua casa".

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia Jair Bolsonaro

Entenda o caso

Elaine Caparroz recebeu em sua residência Vinícius Batista Serra, de 27 anos. Ao que tudo indica, o encontro era romântico e ocorreu no último domingo. Entretanto, Elaine teria sido agredida por cerca de 4 horas pelo rapaz. Os dois conversavam pela internet a cerca de oito meses. Elaine é mãe do lutador de jiu-jitsu Rayron Gracie.

Serra foi preso em flagrante. Segundo a Folha, o rapaz também já foi denunciado há dois anos pelo próprio pai, por tentar agredir o irmão deficiente.

Publicidade

Elaine se pronuncia após agressão

Uma parente de Elaine publicou um vídeo que mostra a mulher se pronunciando sobre o caso. Na cama do hospital, Elaine diz que está bem. "Está tudo bem, logo logo estou numa boa. Amo vocês, fiquem com Deus", disse.

Elaine está internada no Hospital Casa de Portugal, em Rio Comprido, na zona norte do Rio de Janeiro. O irmão de Elaine, Rogério Peres, disse que a mulher levou 40 pontos dentro da boca e também perdeu um dente.

Além do mais, sofreu fraturas no nariz e nos ossos ao redor do olhos. Felizmente, em tomografia realizada, segundo informações do jornal O Globo, não foram encontrados danos neurológicos.

Elaine vai passar por cirurgia para reconstruir os ossos da face. Devido a grave agressão, a parte superior da gengiva afundou com os golpes, fazendo com seu rosto ficasse com aparência desfigurada.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo