Nesta quarta-feira (13), o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente Jair Bolsonaro, foi eleito presidente da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional da Câmara, com 28 votos a favor e 8 em branco. O deputado Luiz Philippe de Orleans e Bragança (PSL-SP) será o vice.

Publicidade
Publicidade

O resultado ocorre após acordo partidário que permitiu uma chapa única.

Eduardo afirmou em seu discurso de posse que seu propósito é usar de meios estratégicos para aproximar o Brasil de países importantes, e citou como exemplo os Estados Unidos, ressaltando as possibilidades de agregar valor nas questões comerciais e de segurança.

Segundo o deputado, o Brasil precisa se afastar politicamente de países como Cuba e Venezuela devido às práticas autoritárias existentes e que a crise na Venezuela está “acima de qualquer discussão ideológica”.

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (Arquivo Blasting News)
O deputado federal Eduardo Bolsonaro (Arquivo Blasting News)

Ressaltou que o país vizinho não vai conseguir sair da crise e que por este motivo é preciso ter compaixão para ajudá-los.

O deputado destacou que uma das prioridades da comissão é a crise humanitária que atinge os venezuelanos, que "já não encontram nem cachorros na rua para comer". Ele disse ainda que os trabalhos serão realizados de forma democrática.

Eduardo e Jair Bolsonaro se reunirá com Donald Trump

Desde que Bolsonaro assumiu a presidência, Eduardo tem participado das agendas internacionais e essa atividade tem lhe dado notoriedade.

Publicidade

Ele viajará na próxima semana com o pai para se reunir pela primeira vez na Casa Branca com o presidente americano, Donald Trump. A reunião é de caráter privado e está prevista para a terça-feira no Salão Oval.

A intenção é selar uma aliança conservadora com o propósito de aumentar a pressão sobre Nicolás Maduro (Venezuela) e fortalecer os laços econômicos entre os dois países.

Segundo Otávio Barros, porta-voz da Presidência, essa é a primeira viagem de caráter bilateral que demonstra a prioridade que o Governo de Bolsonaro tem de firmar uma sólida parceria com os Estados Unidos da America.

Segundo a assessoria presidencial o cronograma é que o presidente participe na noite de domingo (17) de um jantar com o embaixador do Brasil que vive em Washington, estando presentes alguns convidados, dentre eles, o escritor e formador de opinião Olavo de Carvalho, que reside nos Estados Unidos, por quem Bolsonaro tem grande admiração.

Leia tudo