A cantora Nana Caymmi deu uma entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, publicada nesta sexta-feira (29), para comentar sobre a produção do seu novo disco. No entanto, o assunto entrou para o lado da política, e a artista, que é uma das defensoras do presidente Jair Bolsonaro, atacou Gilberto Gil, Caetano Veloso e Chico Buarque por eles serem contrários ao atual governo.

De acordo com a cantora, é injusto não dar um crédito para o presidente da República, ainda mais por tudo aquilo que ele passou durante sua campanha eleitoral. Nana Caymmi lembrou da facada que Bolsonaro levou em juiz de Fora e de todas as suas dificuldades para montar o ministério.

Contudo, ela ressaltou que só o fato do capitão da reserva tirar do poder o MDB e o PT já foi uma grande coisa que ele fez. Ela acredita que as coisas ainda vão melhorar.

Caymmi criticou os artistas que dizem que os militares vão entrar e tomar conta de tudo. Em tom de desabafo, ela falou que isso é conversa de comunista e chegou a dizer que Gilberto Gil, Caetano Veloso e Chico Buarque são chupadores de "p** de Lula". Ela ainda sugeriu que eles fossem para Curitiba fazer companhia ao ex-presidente. O petista está preso na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, por corrupção e lavagem de dinheiro, condenado na ação do triplex de Guarujá.

Segundo a artista, ela tem medo do futuro de seus netos e bisnetos e disse que muitas pessoas se preocupam com carros novos, celulares modernos e roupas da moda, o que a deixa muito triste.

Críticas à sobrinha

A cantora também criticou sua sobrinha Alice Caymmi, filha de Danilo Caymmi. Ela disse que esperava que sua sobrinha seguisse na toada das músicas da tia, no entanto, ela partiu para o pop.

Um outro ponto que causou polêmica na entrevista de Nana Caymmi é que ela relembrou negativamente da ida de suas bisnetas ao show de pagode do cantor Belo.

Ela falou que não tem nada contra o artista, entretanto, não concorda que as duas bisnetas de Dorival Caymmi fossem presenciá-lo.

Rebateu a tia

Alice Caymmi rebateu declarações de sua tia através das redes sociais. Ela escreveu que não concorda que pessoas do mesmo sangue dela pensam e fazem. Ela citou que também foi muito rejeitada e sofreu violência durante sua trajetória nos trabalhos.

De acordo com Alice, cantar não é um peso para ela, e sim, uma libertação. Alice falou que nunca pediu um centavo para ninguém ajudar na sua carreira, mas exige que seja respeitada por tudo o que já tem feito.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Lula
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!