Jair Bolsonaro chega ao Chile nesta quinta-feira (21) com o objetivo de ampliar as relações de comércio do Brasil, ampliando o número de investidores estrangeiros no país. Algumas mudanças na Previdência brasileira foram baseadas no modelo chileno, que foi apresentado por José Piñera, irmão de Sebastián, presidente do país. Esse é um dos assuntos em pauta.

Em encontro com o presidente chileno, Bolsonaro pretende que seja retirado do papel o acordo que trata do livre comércio que fora assinado entre os dois países no ano de 2018.

Publicidade
Publicidade

Apesar da ratificação deste acordo necessitar da aprovação do parlamento nos dois países, é esperado pelas autoridades aqui do Brasil que esse encontro entre os dois presidentes acelerem essa homologação do acordo. Aqui no Brasil essa relação entre os dois países já é vista como uma relação dinâmica e ágil, por isso há a expectativa de celeridade do processo.

Atualmente, o Brasil é o país que mais recebe investimentos advindos do Chile, chegando a mais de US$ 35 bilhões em estoque.

Publicidade

Já o Brasil investiu cerca de US$ 4,5 bilhões no Chile. Fazendo a soma desses estoques, o montante de US$ 40 bilhões ultrapassa as barreiras das relações com a Argentina.

A Argentina atualmente é o primeiro na lista de parceiros comerciais do Brasil na América do Sul. Os chilenos ocupam a segunda posição. No decorrer do ano passado, houve um aumento de 20% no que diz respeito ao fluxo de exportações brasileiras, o que acarretou numa crescente de 15% em relação às trocas comerciais entre Brasil e Chile.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Jair Bolsonaro

O resultado dessas crescentes totalizou US$ 10 bilhões.

Um dos objetivos do presidente ir a capital chilena é o anúncio do Prosul, projetado para substituir a Unasul (União de Nações Sul-Americanas), que há mais de dois anos está estagnada. Essa proposta foi feita por Sebastián Piñera, presidente do Chile. A proposta trás um modelo mais simples e que é menos oneroso para todos. A expectativa é que ainda nesta sexta-feira (22), após a reunião, os presidentes envolvidos deem seus respectivos avais à nova composição.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo