Na manhã desta sexta-feira (5), durante o café da manhã com alguns jornalistas no Palácio do Planalto, o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) declarou que é bem provável que o chamado 'horário de verão' acabe ainda este ano. “Está quase batido o martelo”, disse o presidente, e completou: “Não teremos horário de verão esse ano, está quase certo".

No ano de 2017, o então Ministério de Minas e Energia informou que havia tido uma queda acentuada da economia que era gerada pelo horário diferenciado, sendo que havia passado de R$405 milhões para R$159 milhões, o que levou a ser cogitado o fim do horário ainda em 2017, no governo do então presidente Michel Temer.

Publicidade
Publicidade

O que teria motivado essa queda seriam os picos de consumo que passaram a ser nas horas mais quentes do dia, sendo que o uso de ar condicionado também auxiliou nesta queda de economia.

De acordo com dados fornecidos pelo ministério, de 2010 até o momento o Brasil economizou cerca de R$1,4 bilhão se utilizando do horário de verão. O aproveitamento da luz solar de 2010 e 2014 resultou em uma economia para os consumidores de cerca de R$835 milhões, média de R$208 milhões em cada ano.

Publicidade

A eleição de 2018 fez com que o início do horário de verão fosse alterado para que não coincidissem as datas das votações. Porém, a alteração agora ocasionou outro problema, pois coincide com a data em que se iniciariam as provas do Enem – Exame Nacional do Ensino Médio. 5.5 milhões de estudantes inscritos para o exame ficaram apreensivos com a mudança, uma vez que poderiam confundir o horário de fechamentos dos portões.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Jair Bolsonaro

Horário de verão

O período de duração do horário de verão varia de ano pra ano, porém, a duração média é de 120 dias, normalmente entre outubro e fevereiro.

O adiantamento do relógio em uma hora tem como objetivo a economia de energia, pois desta forma o início do horário noturno seria retardado, o que diminuiria, por exemplo, o acionamento de lâmpadas.

Cerca de 70 países no mundo adotam o horário de verão, o que equivale a aproximadamente 25% da população mundial. Contudo, países como Rússia, Japão e China não aderiram à ideia de horário de verão e com isso seguem seus horários normalmente, sem alterações.

Alguns dos países que utilizam o horário diferenciado são: México, Canadá, Uruguai, Austrália, Chile, Paraguai, Nova Zelândia entre outros.

No Brasil, o horário de verão foi implementado pela primeira vez em 1931 pelo então presidente Getúlio Vargas. Há alguns estados que não utilizam o Horário de Verão no Brasil.

Os estados que aderem o horário de verão são: Distrito Federal; Espírito Santo; Goiás; Mato Grosso; Mato Grosso do Sul; Minas Gerais; Paraná; Rio de janeiro; Rio Grande do Sul; Santa Catarina; São Paulo.

Publicidade

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo