O site The Intercept Brasil divulgou nesta quarta-feira (12) novos trechos de diálogos entre Sergio Moro e o procurador Deltan Dallagnol, em que o então juiz questiona sobre o desencadeamento de novas fases da Operação Lava Jato. A troca de mensagens, segundo a publicação, aconteceu no dia 31 de agosto de 2016, por meio do aplicativo Telegram. Confira um dos trechos a seguir:

Moro – 18:44:08 – Não é muito tempo sem operação?

Deltan – 20:05:32 –
É sim. O problema é que as operações estão com as mesmas pessoas que estão com a denúncia do Lula. Decidimos postergar tudo até sair essa denúncia, menos a op do taccla pelo risco de evasão, mas ela depende de Articulacao com os americanos

De acordo com o site, “Tacla” é o ex-advogado da Odebrecht Rodrigo Tacla Durán.

Publicidade
Publicidade

Tacla tem cidadania espanhola e emprestava contas bancárias do país para poder movimentar recursos ilegais da empresa. No entanto, o trecho não deixa claro o motivo pelo qual a operação depende de uma autorização dos Estados Unidos.

Moro e Luiz Fux

Em outra troca de mensagens, Dellagnol fala sobre Luiz Fux, ministro do STF (Supremo Tribunal Federal). Nele, o procurador fala que esteve com Fux e que teve uma conversa reservada com ele, e que o magistrado teria dito que poderia contar com ele (trata-se do caso em que Teori Zavascki repreendeu Moro sobre o vazamento de áudios entre Dilma e Lula).

E Dallagnol ainda brinca, falando que só faltou o ministro chamar para ir à casa dele. Moro respondeu: "excelente. In Fux we trust..." (em Fux nós confiamos, numa tradução livre do inglês).

Em outra conversa, a deputada e hoje senadora Mara Gabrilli (PSDB) pediu ajuda para o caso de Celso Daniel (prefeito assassinado de Santo André). Ela diz estar com medo, pois teme que algo aconteça com Marcos Valério, já que não conseguiram desvendar este mistério.

Publicidade

Ela diz que sentia resistência do Ministério Público de São Paulo para solucionar o caso. A Lava Jato abriu, em 2016, sua 27ª Operação, Carbono 14, que investiga fatos antigos e em um deles está a investigação do assassinato do prefeito Celso Daniel (PT).

Entenda o caso

No domingo (9), o portal The Intercept Brasil publicou quatro reportagens em que revelou diálogos entre Moro e Dallagnol. A reportagem mostrou que supostamente houve interferência dos dois nos rumos da Operação Lava Jato.

O caso ganhou repercussão, visto que o ex-juiz e o procurador colocaram sobre suspeita a imparcialidade na condução das investigações.

De acordo com o site da revista Exame, com o vazamento dos diálogos, analistas políticos apontam que as revelações vai afetar principalmente o ministro Moro. Sobre a veracidade das informações divulgadas pelo The Intercept Brasil, elas não foram colocadas em dúvida, contudo, foi questionado a legalidade do modo como teriam sido obtidas.

Publicidade

Leia tudo