A cantora Alcione, grande ícone da música brasileira, manifestou-se nas redes sociais após a polêmica do presidente Jair Bolsonaro (PSL) com o Nordeste. A polêmica se originou na noite da última sexta-feira (19), quando o presidente acabou deixando escapar uma conversa que teve com o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni. Durante a conversa com o ministro, o presidente se referiu aos governadores do Nordeste como "paraíba".

Após a fala do presidente, Alcione decidiu gravar um vídeo rebatendo o termo utilizado por Bolsonaro para se referir aos nordestinos.

No vídeo de aproximadamente 58 segundos, a cantora Alcione iniciou confessando que não havia votado em Bolsonaro nas eleições do ano passado. Ela disse que não havia se arrependido de não ter votado nele. Em seguida, a cantora afirmou que o fato dela não ter votado nele não significa que estaria torcendo contra o seu Governo, pois, se ela fizesse isso seria "burra".

No vídeo, a cantora aparece vestindo uma blusa com a estampa da bandeira do Maranhão, estado onde nascimento, e em tom sério critica duramente a fala de Bolsonaro .

A cantora pediu para que o presidente respeitasse mais o povo brasileiro e o povo nordestino. "Comece a nos respeitar", disse.

Após postar o vídeo, Alcione recebeu apoio de outros Famosos, como o escritor Xico Sá, a influenciadora Thaynara OG e a cantora Daniela Mercury.

Flávio Dino se manifesta após fala do presidente

Bolsonaro, além de se referir aos governadores do Nordeste como "paraíba", afirmou ainda que dentre os gestores da região, o pior seria o o do Maranhão, referindo-se a Flávio Dino (PCdoB).

O governador do Maranhão, por sua vez, não recebeu a afirmação de forma tranquila. Neste sábado (20) Dino declarou: "ser o pior governador na visão de Bolsonaro é uma honraria”.

Governadores do Nordeste rebatem Bolsonaro

Os gestores da região Nordeste se uniram e manifestaram insatisfação à fala de Bolsonaro. Em uma carta divulgada na noite da última sexta-feira (19), os governadores afirmaram que haviam ficado perplexos com a afirmação do presidente e ressaltaram que sempre procuraram manter uma relação cordial com o governo federal, pois respeitavam a democracia e a Constituição Federal do Brasil.

"Recebemos com espanto e profunda indignação a declaração do presidente da República transmitindo orientações de retaliação a governos estaduais, durante encontro com a imprensa internacional", dizia um trecho da carta. Eles falaram ainda que estavam aguardando que o presidente prestasse maiores esclarecimentos.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Política
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!