Logo depois do anúncio do corte de verba da Noruega para o fundo de preservação da Amazônia, o presidente Jair Bolsonaro (PSL), fez duras críticas ao país nórdico. A Noruega, vai deixar de repassar cerca de 300 milhões de coroas norueguesas, que dão em reais, cerca de R$ 132,6 milhões para combater o desmatamento na região amazônica. Bolsonaro criticou o país e falou que a Noruega seria aquela que mata baleias lá no Polo Norte: “A Noruega não é aquela que mata baleia lá em cima, no Polo Norte, não?".

Ainda afirmou, que o país nórdico explora petróleo na mesma região e que não tem nada a dar exemplo.

O presidente reforçou o seu posicionamento nesta sexta-feira (16). Segundo o jornal "O Dia", Bolsonaro disse que o governo da Noruega deveria dar o dinheiro, que foi cancelado, à chanceler da Alemanha, Angela Merkel, para reflorestar o seu país. Tanto a Alemanha, quanto a Noruega, são responsáveis por 99% dos repasses (doações) para o Fundo da Amazônia, que é um órgão que financia ações de preservação ambiental.

A Alemanha, no final de semana passado, anunciou o congelamento das doações do Fundo de 25 milhões de euros, seria cerca de R$ 155 milhões de reais que eram para ser usados também em diversos projetos na área ambiental do Brasil. Quando soube, o presidente Bolsonaro, ficou surpreso e disse que o país de Merkel não é nenhum exemplo para o mundo na área ambiental.

Perguntado se ele não ficava preocupado com a imagem do Brasil internacionalmente depois desses bloqueios feitos pela Alemanha e Noruega, Bolsonaro disse que não.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia Jair Bolsonaro

Ele disse que a imagem péssima que o país tinha seria ser subserviente a essas potências. E continuou dizendo que a Alemanha e a Noruega, não estão preocupados com a Amazônia e sim, em querer a soberania e as “riquezas” do Brasil. Bolsonaro disse, que já dizia isso desde quando era deputado na Câmara desde 1991. Ele afirma, que o Brasil tem “coisas” na Amazônia que o resto do mundo não tem e estão querendo isso.

O presidente ainda lembrou acerca das conversas que teve durante a reunião do G-20 com a chanceler e também com o presidente da França, Emmanuel Macron. Bolsonaro disse que foi muito prazeroso chegar no G-20, representando a nação sem nenhuma dívida com ninguém, e poder dizer o que tinha para falar de forma educada com Merkel e Macron que a nação brasileira "está sob uma nova direção".

O Fundo da Amazônia

O Fundo da Amazônia foi criado em 2008, já recebeu R$ 3 bilhões de reais em doações e tem financiado vários projetos de estados, municípios e também, da iniciativa privada para um desenvolvimento da Amazônia.

Juntas, a Noruega e a Alemanha doam mais de 90% do fundo, que tem a administração do BNDS (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social).

De acordo com o "G1", na última quinta-feira (15), o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, disse que estão discutindo as regras do fundo e afirmou que não se surpreendeu com o corte de verba da Noruega.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo