O presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), passou recentemente por uma nova cirurgia em decorrência da facada sofrida há um ano em Juiz de Fora, em Minas Gerais, quando ainda estava em campanha. Em virtude do atentado, Bolsonaro acabou tendo complicações na região da incisão, o que ocasionou o desenvolvimento de uma hérnia.

A cirurgia, segundo médicos e o próprio presidente, foi um sucesso, e Jair Bolsonaro deve receber alta nos próximos dias.

Inclusive foi o que informou nas redes sociais no domingo (8). Em mensagem publicada no Twitter após a intervenção, Bolsonaro garantiu estar bem e agradeceu a todos, principalmente a equipe médica.

Bolsonaro acompanha 'Chaves'

O presidente fez questão não só de publicar mensagens, como também um vídeo na manhã desta segunda-feira (9), em seu Instagram. Mostrando-se sorridente, o presidente foi filmado acompanhando o seriado mexicano "Chaves".

"Meu programa favorito", disse.

"Só segunda-feira que estou de folga", disse Bolsonaro. "Amanhã volto ao batente", completou em mensagem para suas redes sociais oficiais, mandando um abraço, logo em seguida, para todos que o acompanham em seu perfil na rede social. Uma equipe acompanhava o presidente, que deve receber alta nos próximos dias.

Flávio Bolsonaro visita o pai

Já no quarto do hospital, o presidente recebeu um de seus filhos, o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ).

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Jair Bolsonaro

O filho do presidente fez questão de comunicar aos seus seguidores sobre o estado do pai, afirmando que ele já estava em repouso no quarto e de muito bom humor.

Bolsonaro passou por uma intervenção cirúrgica a fim de corrigir uma hérnia incisional.

O procedimento ocorreu no Hospital Vila Nova Star, em São Paulo. De acordo com informações do boletim médico, a operação foi um sucesso e o presidente apresenta quadro clínico estabilizado.

Jair Bolsonaro deve ficar em recuperação e observação por cerca de cinco dias. O presidente só deve ter autorização para viagens em até 7 ou 10 dias, segundo o médico Antônio Macedo, cirurgião que comandou o procedimento.

O que disseram os médicos

De acordo com Macedo, em entrevista ao jornal O Globo, a cirurgia acabou demorando mais do que o normal em decorrência da gravidade do quadro. Isso porque, segundo o cirurgião presidente, o intestino do presidente havia aderido ao tecido abdominal, o que acabou exigindo maior atenção ao longo do procedimento.

"O importante é ficar bem feito", comentou o médico ao explicar sobre o tempo alongado do procedimento em razão do intestino já ter aderido ao tecido abdominal do presidente.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo