Nesta segunda-feira (18), um assunto vem chamando atenção no Twitter, a hashtag #AbraImpeachmentAlcolumbre está nos trending topics da rede social. A intenção da hashtag é pressionar o presidente do Senado Federal, Davi Alcolumbre (DEM-AP), a pautar um pedido de impeachment no ministro do STF Gilmar Mendes.

A hashtag #AbraImpeachmentAlcolumbre conta com mais de 150 mil postagens e existem ao menos 19 pedidos para tirar o ministro do cargo no STF. O assunto tornou-se um dos mais comentados nas redes sociais após manifestações, que foram realizadas em algumas cidades brasileiras pedindo a saída de Gilmar Mendes do STF.

O pedido de impeachment é uma denúncia que cabe apenas ao presidente do Senado Federal, ele que deve decidir se aceita ou rejeita o pedido, já que ele deve analisar se há indícios suficientes para dar continuidade ao processo.

Janaina mobiliza Twitter por impeachment de Toffoli

Seguindo a mesma campanha contra o STF, a deputada estadual Janaina Paschoal (PSL/SP) também apelou a David Alcolumbre, mas para pedir o impeachment de Dias Toffoli, presidente do STF. A deputada que fez o pedido que destituiu a ex-presidente Dilma Rousseff, usou as redes sociais na manhã desta segunda-feira (18) para falar que o senador é o único que pode conter através do pedido “essa sede do poder” referindo-se ao STF

Ela declarou, que toda autoridade deve se submeter às leis e à Constituição Federal.

Essa reação da deputada estadual Janaina Paschoal se deve pelo fato de Toffoli, assim como Gilmar Mendes terem votado contra a prisão de segunda instância.

Manifestações contra Gilmar Mendes

Neste domingo (17), aconteceu protestos em algumas cidades brasileiras para pedir o impeachment de Gilmar Mendes, ministro do STF.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Lava Jato Lula

Os atos foram mobilizados pelos grupos Nas Ruas, Movimento Conservador, Movimento Brasil Conservador e o Movimento Avança Brasil, mesmos grupos que mobilizaram nas redes sociais o afastamento de Dilma Rousseff, e que também apoiaram a eleição de Jair Bolsonaro.

De acordo com manifestantes, o ministro não tem agido de forma parcial ao soltar presos da Lava Jato, acusados de Corrupção. Nunca na história do Brasil um ministro do STF foi afastado do cargo.

Os protestos foram convocados após a decisão da corte de derrubar a prisão em segunda instância, em São Paulo, os manifestantes estavam vestidos de camisa verde amarela, e com a bandeira do Brasil e gritando “Fora Gilmar”.

O senador Major Olímpio esteve no ato em São Paulo e discursou no carro de som, e declarou que o impeachment só vai acontecer se houver mobilização e muita pressão.

No Rio de Janeiro a manifestação pedindo o impeachment de Gilmar Mendes ocorreu na praia de Copacabana. Em Brasília, reuniu cerca de 1.000 pessoas em frente ao Congresso Nacional e caminharam até ao STF. Os manifestantes rezaram e cantaram o hino nacional.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo