O vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), um dos filhos do presidente Jair Bolsonaro (RJ), ficou famoso por ser um usuário assíduo das redes sociais. Ele ficou também famoso por defender o governo do seu pai nas redes sociais e por postar suas opiniões, muitas vezes ácidas, sobre polêmicas políticas. Nesta terça-feira (12), no entanto, suas contas no Twitter, Facebook e Instagram amanheceram fora do ar, sem um motivo aparente.

Segundo reportagem do portal G1, jornalistas ligaram para os assessores do vereador, porém, não tiveram resposta.

Nem mesmo o partido de Carlos Bolsonaro se pronunciou sobre o caso. Segundo o G1, o PSC (Partido Social Cristão) informou que não teria nada a dizer sobre o fato do vereador ter apagado suas redes sociais.

Na mesma apuração do G1, a empresa Twitter disse que não tomou nenhuma medida contra a conta do vereador. Do mesmo modo, o portal apurou que no Facebook e no Instagram as contas do vereador foram desativadas.

Carlos Bolsonaro nas redes sociais

Carlos Bolsonaro é conhecido por exercer um papel nas redes sociais de divulgar acontecimentos do governo.

Ele não cuidou só das suas redes sociais, mas também do pai, o presidente Jair Bolsonaro. Em 2018, em uma matéria do jornal O Globo, foi divulgado que o vereador do Rio de Janeiro, não cuidaria mais das redes do seu pai. Sendo ele o maior responsável por montar verdadeiras estratégias digitais nas redes sociais, tanto dele, quanto de Bolsonaro.

Diante de várias polêmicas que se envolveu, principalmente, no Twitter, teve uma postagem que ele precisou pedir desculpas publicamente. A postagem feita na conta do presidente Jair Bolsonaro, que aconteceu no dia 17 de setembro, dizia que o presidente apoiava o texto da segunda instância e que uma PEC (Proposta de Emenda Parlamentar à Constituição) estava em transmite no Congresso Nacional.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Polícia Jair Bolsonaro

O vereador, na sua conta do Twitter, escreveu que não teve autorização de escrever aquilo na conta oficial do presidente e que apagou logo depois. Ele pediu desculpas a todos que acompanham a rede de Bolsonaro e acrescentou que sua intenção nunca foi ofender ninguém. Segundo ele, sua maior intenção foi apenas mostrar o que acontece na Casa Legislativa.

Segundo a reportagem do site Poder360, na última segunda-feira (11) o vereador do PSC estava com todas as contas ativas. Até mesmo postou vários memes usando a figura do vilão Thanos do filme “Vingadores: Ultimato”, comparando-o com Bolsonaro.

Segundo o site, a postagem era uma referência a uma transmissão ao vivo de Bolsonaro feita no último dia 7 de novembro em que defendia uma proposta do seu ministro da Economia, Paulo Guedes, de acabar com os municípios com menos de 5 mil pessoas ou arrecadação própria inferior a 10% da receita. Bolsonaro disse não ser Thanos, que mexe um único dedo e resolve todos os problemas.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo