Em busca de apoio político para uma possível reeleição neste ano, o prefeito da cidade do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, se encontrou na manhã desta segunda-feira (20) com o presidente Jair Bolsonaro. A reunião aconteceu no Palácio da Cidade, que é a residência oficial do prefeito e fica localizado na zona sul.

O presidente chegou ao local acompanhado por uma comitiva que incluía os ministros da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, e o titular da Secretaria de Comunicação da Presidência (SECOM), Fabio Wajngarten.

Além de Bolsonaro e sua comitiva, Crivella também recebeu membros e líderes de igrejas evangélicas.

Segundo Crivella, o presidente tem um forte apoio dos evangélicos e comentou que há uma afinidade de valores entre Jair Bolsonaro e este público que o apoia. O prefeito tem demonstrado cada vez mais apoio às políticas do governo federal e vem tentando de se aproximar de Bolsonaro desde o final do ano passado, quando o Datafolha revelou em pesquisa encomendada pela Rede Globo e pelo Jornal Folha de São Paulo, que sua gestão era reprovada por 72% dos cariocas.

Dentre os evangélicos estavam presentes R.R. Soares, que é líder da Igreja Internacional da Graça de Deus, e Ezequiel Teixeira, que é deputado federal do partido PODEMOS pelo Rio de Janeiro, e integra a bancada evangélica da Câmara dos deputados. Além deles, a reunião também contou com a presença de correligionários de Bolsonaro e Crivella, como a e estadual Alana Passos (PSL) e o secretário municipal de Ordem Pública, Gutemberg de Paula Fonseca.

Concorrência entre os evangélicos

Além do atual prefeito do Rio, outro candidato às eleições pela prefeitura da cidade maravilhosa busca o apoio de Bolsonaro. Otoni de Paula, que atualmente é deputado federal afiliado ao Partido Socialista Cristão (PSC), não esteve presente na reunião, e pretende concorrer ao cargo.

Agenda de Bolsonaro

A agenda do presidente no Rio de Janeiro ainda inclui outros compromissos para esta segunda-feira (20).

Bolsonaro também se encontra com o almirante Ilques Barbosa Junior, que é comandante da Marinha, para um almoço no 1º Distrito Naval, na Zona Portuária. Depois do almoço, o presidente deve se encontrar também com a atriz Regina Duarte em uma área reservada do Aeroporto Santos Dumont para tratar sobre sua nomeação ao cargo de Ministra da Cultura.

Em seguida o presidente deve retornar com sua comitiva para Brasília às 15:00.

Regina Duarte no Ministério da Cultura

Com a saída de Roberto Alvim, da Secretaria Especial de Cultura na última sexta-feira (17), o presidente convidou a atriz para assumir o cargo.

Segundo o governo federal, caso a nomeação aconteça, a secretaria deve retomar o status de Ministério da Cultura, uma vez que o governo considera o nome da atriz "forte demais" para assumir uma secretaria.

Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!