No último domingo (12), o vereador Carlos Bolsonaro publicou em suas redes sociais uma foto de Thammy Miranda com sua esposa, Andressa Miranda, e o filho recém-nascido do casal, Bento. A atitude do político despertou a fúria de alguns seguidores, em especial da cantora Gretchen, mãe de Thammy.

O filho do presidente Jair Bolsonaro já foi alvo de piadas na internet por ser considerado parecido com Thammy. Carlos, que nunca gostou das comparações, resolveu fazer piada com nascimento de Bento, que é fruto do relacionamento entre um homem transexual e uma mulher cisgênero.

A imagem compartilhada pelo político foi justamente uma foto que para muitas famílias deveria ser motivo de alegria, e não de constrangimento. Na imagem, Thammy aparece com a esposa ainda na cama do hospital enquanto ela segura o filho nos braços.

Logo após a postagem, diversos famosos criticaram sua postura. O sexólogo e ex-BBB Mahmoud Baydoun, por exemplo, respondeu dizendo que Thammy seria um ótimo pai, ao contrário do presidente Jair Bolsonaro".

Já a eterna rainha do rebolado questionou a necessidade da publicação em sua página e rotulou como "triste" a atitude do vereador.

O comentário anterior não foi o suficiente para acalmar a ira de Gretchen, que em seguida postou outro tuíte chamando Carlos de sem noção e dizendo que se seu filho não o processar, ela mesma irá processá-lo.

Carlos não se intimidou com a ameaça de um processo judicial feita pela cantora e nesta segunda-feira (13) voltou a publicar uma foto da família Miranda em sua conta no Twitter.

Gretchen mais uma vez voltou a criticar a postura do político de 37 anos.

Ela o acusou de se sentir incomodado ao ver a felicidade de uma família bem estruturada, mas que foge dos padrões impostos pela sociedade.

Sexualidade questionável

Após ver sua família ser atacada, em sua última resposta ao vereador, Gretchen questionou sua sexualidade dizendo que ele era impedido de se assumir por causa do pai, o presidente Jair Bolsonaro, que muitas pessoas rotularam como homofóbico.

Siga as suas paixões.
Fique atualizado.

Com toda a repercussão gerada, muitos seguidores não perdoaram a atitude de Carlos e voltaram a questionar sua sexualidade, criando memes e levantando inclusive rumores de um suposto relacionamento afetivo entre ele e o primo Léo Índio.

Segundo relatos do livro "Tormenta", lançado recentemente pela jornalista Thaís Oyama, o segundo filho de Jair Bolsonaro tentou beneficiar o primo com um cargo na Secretaria de Governo. Ainda segundo o livro, Carlos seria usuário de remédios controlados para a estabilização de humor, o que justificaria a conduta considerada inadequada por um político nas redes sociais.

Não perca a nossa página no Facebook!