Na última segunda-feira (16), foi divulgado pelo site do jornal Extra que Wilson Witzel, governador do estado do Rio de Janeiro, pretende decretar estado de emergência em decorrência da pandemia de coronavírus.

De acordo com o jornal, Witzel chegou a afirmar que se reuniu com várias entidades diferentes, com comerciantes e produtores culturais, e, por fim, com as secretarias do estado para discutir as medidas que seriam tomadas frente à crise.

Durante a reunião, o governador e os órgãos competentes optaram por tomar medidas restritivas no que tange à circulação de pessoas pela cidade.

Esse decreto deve ser publicado ainda essa semana.

Segundo as informações fornecidas pelo Extra, ficou determinado por Wilson Witzer que vários pontos turísticos do Rio de Janeiro deveriam ser fechados a partir dessa terça-feira (16). Entre os pontos destacados podem ser citados o Cristo Redentor, o Museu do Amanhã, a Roda Gigante Rio Star e também o Pão de Açúcar.

Além disso, também ficou decidido durante a reunião citada que estabelecimentos, como bares e restaurantes, devem reduzir o seu movimento em pelo menos 30% e dar prioridade para serviços de delivery.

Isso serviria para incentivar que as pessoas comprassem os produtos que desejam e os levassem para as suas casas.

Também é possível destacar que entre as restrições de Witzel algumas estão ligadas ao funcionamento de shoppings, que vão se comprometer a fechar as suas lojas e abrir apenas os restaurantes presentes em praças de alimentação.

Após uma reunião com a sua equipe econômica, o governador do Rio de Janeiro decidiu que oferecerá ajuda econômica para os pequenos e microempresários do estado.

A quantia disponibilizada para essa ajuda é de R$ 320 milhões. Isso se deve ao fato de que, de acordo com as avaliações feitas pelo Governo, os impactos serão mais sentidos por esses dois grupos.

É possível afirmar que, de acordo com o Extra, Wilson Wtizel chegou a afirmar que decretar estado de emergência serve para justificar e dar suporte a empresários, além de ajudar o estado a poder adotar medidas mais restritivas enquanto o coronavírus ainda está em sua fase de proliferação.

Essa condição também permitirá a contratação de profissionais e a compra de equipamentos.

Reuniões contaram com medidas de prevenção

É possível afirmar que, como forma de evitar proximidade com um alto contingente de pessoas, as reuniões de Witzel foram realizadas no Jardim de Inverno do Palácio Guanabara, localizado no bairro de Laranjeiras. Assim uma mesa foi montada no local, que fica na parte dos fundos do palácio, e é completamente aberto.

Não perca a nossa página no Facebook!