O presidente Jair bolsonaro (sem partido) argumentou que não chega a ler todos os documentos que assina. O chefe do Executivo federal informa que há documentos com muitas páginas, o que demanda mais tempo para ler cada decreto antes de ser assinado.

"Tem muita coisa que eu assino que eu leio a ementa apenas. Tem decreto que tem 20 páginas e às vezes tem um palmo de papel para assinar ali. E não é só ler, tem que interpretar também", argumento o presidente. O vídeo que mostra Bolsonaro fazendo tal afirmação foi registrado por alguns jornalistas que acompanhavam a fala do político na saída do Palácio da Alvorada.

A respeito do caso, muitos internautas questionaram as palavras do presidente. Muitas pessoas informam que o chefe do Executivo deveria se preocupar com os documentos assinados, pois algo de ruim poderia ser sancionado sem uma interpretação do presidente.

Investigações sobre atentado serão retomadas

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta última terça-feira (28) que a investigação sobre a facada que levou em setembro de 2018, durante a campanha eleitoral, será reaberta.

Na época do atentado, o então candidato à presidência chegou a permanecer internado em uma unidade hospitalar, tendo em vista a alta gravidade da facada sofrida. Nesse período de internação, o político chegou a ganhar muitos seguidores em suas redes sociais, o que serviu para que Bolsonaro ganhasse mais notoriedade para vencer as eleições presidenciais.

Ainda nesta terça-feira (28), o presidente surpreendeu a todos após aparecer em um clube de tiros. Ele chegou a gravar um vídeo e postou em suas redes sociais, onde argumentou que estava "bom de mira, mesmo afastado das funções de militar".

O vídeo de apenas oito segundos contou com quase 100 curtidas, pouco mais de 16 mil comentários e mais de 1 milhão de visualizações.

O conteúdo também foi repostado em outras redes sociais do presidente.

Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Governo
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!