Em meio à pandemia da covid-19, o presidente Jair bolsonaro (sem partido) está tomando medidas diferentes dos demais governantes mundiais. Após se manifestar a favor da retomada dos trabalhos no país, o atual presidente informou que está planejando, com apoio de alguns líderes evangélicos e católicos, chamar um jejum nacional para livrar os brasileiros do contágio da covid-19.

Apesar de ser uma medida diferenciada, muitos brasileiros religiosos estão apoiando a causa. “Sou católico, minha atual esposa é evangélica. Esse é um pedido das pessoas religiosas, que pedem um dia de jejum'', finalizou o atual presidente.

Covid-19 e consequências

Com a forte proliferação da covid-19 no Brasil, muitos brasileiros não têm o que fazer nesse momento de quarentena. Muitos empresários e comerciantes tiveram que fechar os estabelecimentos após as autoridades governamentais informarem que possíveis consequências seriam tomadas mediante a isso. Muitos brasileiros tiveram seus salários reduzidos ou até mesmo suspensos durante esse período.

Muitas empresas adotaram o trabalho 'home office' para seus funcionários. O principal objetivo é fazer com que os trabalhos não parem de ser produzidos em meio a pandemia da covid-19 e também de manterem o emprego dos seus respectivos funcionários. Especialistas informaram que muitas pessoas poderão perder o emprego após o retorno das atividades profissionais no país.

Um outro problema que afeta parte da população, são as pessoas que trabalham por conta própria (autônomas). Tendo como exemplo os motoristas de aplicativo, onde muitos estão em casa em meio a proliferação da covid-19, já que não existem pessoas o suficiente nas ruas. Apesar da medida de quarentena ser informada pelas autoridades, muitos motoristas permanecem exercendo as atividades normalmente.

No momento, o Brasil registrou cerca de 299 mortes em decorrência do vírus nesse período de quarentena. Agentes da área da saúde continuam a ressaltar a importância da prevenção do vírus. Diariamente, informações de prevenção são divulgadas pelo Ministério da Saúde.

Umas das formas mais eficientes para evitar o contágio é permanecer com as mãos sempre limpas e evitar encostar no rosto.

A higienização das mãos com água corrente e bastante sabão é a forma mais qualificada para evitar o vírus. Os profissionais da saúde também aconselham o uso do álcool em gel, principalmente nas ruas, onde o risco do contágio é mais grave. Além dessas dicas de higienização, evitar lugares com grande fluxo de pessoas também essencial para coibir as chances de uma possível contaminação da covid-19.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!