O atual governador de São Paulo, João Doria (PSDB), realizou uma coletiva de imprensa nesta quarta-feira (28) e argumentou sobre a administração de Jair Messias Bolsonaro (sem partido), após ser criticado pelo próprio presidente na manhã de hoje.

João Doria respondeu algumas perguntas de jornalistas e voltou a criticar a atuação de Bolsonaro. Na terça-feira (28), Bolsonaro surpreendeu a todos ao ir em um clube de tiro. Bolsonaro chegou a postar um vídeo informando que estava "bem de mira", após ficar afastado durante alguns anos da função militar que exercia antes de entrar para a vida política.

Diante disso, Doria disse: “ao invés de treinar tiros, treine compaixão”. O governador também tem criticado a postura de Bolsoanro em razão da pandemia do novo coronavírus.

São Paulo e coronavírus

São Paulo é o estado mais afetado pela pandemia, registrando 2.049 óbitos e 24.041 casos confirmados.

Ainda na coletiva de imprensa realizada nesta quarta-feira, João Doria comentou que o uso das máscaras será obrigatório a partir do próximo dia 4 de maio. De acordo com informações, aquelas pessoas que não usarem o item para combater o vírus, ficarão impedidos de entrarem nos transportes públicos. Essa é uma das maneiras usadas por entidades governamentais para coibir novas mortes no estado.

Além disso, muitos estabelecimentos comerciais continuam fechados desde o início da pandemia.

Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Governo
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!