O presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), decidiu não comentar sobre a entrevista de seu ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, concedida ao "Fantástico" neste último domingo (12). Segundo informações do jornal Folha de S.Paulo, ao ser questionado pelos jornalistas que estavam em frente ao Palácio da Alvorada aguardando a sua saída, Bolsonaro disse, irritado, que não assistia a Rede Globo. "Para toda a imprensa: eu não assisto à TV Globo", disse.

O ministro Mandetta disse durante a entrevista ao "Fantástico" que espera que o Governo federal se torne uma só voz para guiar o combate ao coronavírus.

Segundo o ministro, o brasileiro não sabe a quem ouvir, pois ele diz uma coisa e o presidente diz outra sobre como combater e evitar o aumento do contágio do vírus. O ministro também criticou as pessoas que estão desobedecendo as recomendações de isolamento social e criando aglomerações em supermercados, lanchonetes, farmácias e lotéricas.

Bolsonaro descumpre decreto de quarentena

Bolsonaro contrariou o decreto da quarentena do governador Ibaneis Rocha (MDB) e saiu pelas ruas de Brasília causando aglomeração e cumprimentando as pessoas com apertos de mãos e até comeu um lanche dentro de uma padaria, o que no momento está proibido de acordo com o decreto do governador do Distrito Federal.

Outra saída de Bolsonaro durante a quarentena foi a um Hospital de Campanha que está em construção em Águas Lindas de Goiás, e mais uma vez as pessoas fizeram aglomeração por causa da presença do presidente.

Presidente da Embratur posta vídeo de Bolsonaro dançando com caixão

O presidente da Embratur, Gilson Machado Neto, postou em seu stories do Instagram um vídeo-montagem onde aparece o rosto do presidente Bolsonaro carregando um caixão. O vídeo trata-se de um meme que virou mania na internet. No vídeo, homens estão em um velório segurando um caixão sobre os ombros e dançando.

A cena foi gravada em Gana, no oeste da África, durante uma reportagem da BBC em 2017. A cena dos homens dançando com o caixão e fazendo malabarismos ao som de uma música eletrônica no fundo, a qual também foi colocada para dar mais um tom de humor, sempre aparece após uma situação de vida ou morte simulando o velório de uma possível vitima de morte.

O vídeo publicado pelo presidente da Embratur aparece Bolsonaro disputando uma queda de braço com o ministro da Saúde, Luiz Mandetta, sobre a recomendação de isolamento social dos governadores e prefeitos para evitar a disseminação do coronavírus. O presidente Bolsonaro já havia criticado as medidas tomadas pelos governadores de fecharem os comércios e paralisarem as aulas dentre outras medidas em seu primeiro pronunciamento na TV aberta brasileira e rádios.

Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Lava Jato
Seguir
Siga a página Sergio Moro
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!