Luiz Henrique Mandetta não é mais o ministro da Saúde do governo de Jair Bolsonaro. Na tarde desta quinta-feira (16), Mandetta anunciou através da sua conta oficial no Twitter que foi demitido pelo presidente da República.

Em sua rede social, o ex-ministro não deixou claro o porquê da sua demissão, no entanto desejou forças ao povo brasileiro e também aos integrantes do Ministério da Saúde que ficaram.

"Acabo de ouvir do presidente jair Bolsonaro o aviso da minha demissão do Ministério da Saúde. Quero agradecer a oportunidade que me foi dada, de ser gerente do nosso SUS, de pôr de pé o projeto de melhoria da saúde dos brasileiros e planejar o enfrentamento da pandemia do coronavírus, o grande desafio que o nosso sistema de saúde está por enfrentar.

Agradeço a toda a equipe que esteve comigo no MS e desejo êxito ao meu sucessor no cargo de ministro da Saúde. Rogo a Deus e a Nossa Senhora Aparecida que abençoem muito o nosso país", disse Mandetta em seu Twitter. Após o anúncio da demissão, diversos os internautas se manifestaram.

Divergências entre Mandetta e Bolsonaro

Desde o primeiro caso confirmado de coronavírus no Brasil, os estados brasileiros e as cidades precisaram passar por algumas mudanças que impactaram na vida das pessoas, como o isolamento social.

Nas últimas semanas, a questão da quarentena virou debate entre as pessoas que aderem ao isolamento e aqueles que não concordam com a quarentena por conta do impacto na economia do Brasil.

Esse debate também chegou ao governo. Mandetta e Jair Bolsonaro pensam de formas distintas a respeito de como controlar o contágio de coronavírus no Brasil.

O ex-ministro defendia, por exemplo, o conhecido isolamento horizontal, onde todos ou o máximo de pessoas no país deveriam ficar em casa para evitar que muitas pessoas fossem infectadas. Já Bolsonaro acreditava no isolamento vertical, que tinha como objetivo deixar em quarentena somente pessoas do grupo de risco, fazendo jovens e pessoas que não correrem riscos sairem de casa normalmente.

Quem deverá assumir o lugar de Mandetta

Ainda não há confirmação oficial de quem assumirá o lugar de Mandetta, no entanto, existe uma grande possibilidade de que o oncologista e empresário do setor da saúde Nelson Luiz Sperle Teich assuma o cargo.

Até o momento da publicação desta reportagem o presidente Jair Bolsonaro não se pronunciou sobre a saída de Luiz Henrique Mandetta.

Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Saúde
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!